Nunca, demora um pouco

Temos o hábito de dizer que nunca vamos fazer isso, ou tolerar aquilo ou perdoar aquela pessoa. Nunca pode demorar um pouco, mas pode chegar, e isso vai nos ensinar a sermos mais flexíveis.

Quando somos intolerantes, radicais, definitivos, sofremos muito com o mundo que nos cerca, pois nada é assim tão afirmativo.

A tolerância e a flexibilidade são atributos importantes para navegarmos nesse mundo de tanta incerteza, injustiça e distorções.

Nada é perfeito e temos que aprender a tolerar certas coisas, ou não vamos viver em paz.

Inflexíveis:

Quando somos inflexíveis, sofremos com o julgamento que fazemos de nós mesmos. Nos recriminamos, nos culpamos e acabamos sabotando a nós mesmos.

Não seja tão definitivo nas suas afirmações e decisões. Deixe um espaço para aceitar coisas que hoje parece tão remoto aceitar.

Quando dizemos que nunca vamos fazer, colocamos uma trava no nosso juízo e no nosso comportamento que vai incomodar algumas vezes, especialmente quando formos confrontados. Um pouco de flexibilidade vai ajudar.

No entanto, devemos evitar uma flexibilidade exagerada, pois isso denota falta de caráter e pobreza de espírito.

Temos que ter opinião, mostrar o nosso posicionamento, e tanto um extremo quanto o outro prejudicam o relacionamento.

Ninguém aprecia uma pessoa radical e inflexível, e tampouco gosta de estar em companhia de pessoas que não sustentam uma opinião própria.

Quando jovem, eu era muito inflexível, mas a vida me ensinou o valor da tolerância e da flexibilidade.

A convivência saudável é sempre impregnada de compreensão um do outro e julgamentos muito perversos e definitivos estragam o sabor das relações.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked