Não vai cair de bandeja.

Temos que fazer a nossa parte, pois nada vai cair de bandeja.

É preciso ter fé, acreditar numa Força Superior que pode tudo, mas ainda assim, temos que fazer o que tem que ser feito.

Deus está no controle, mas as ações e iniciativas, temos que assumi-las nós mesmos.

Assumir o controle de nossas vidas, é parar de deixar a vida no piloto automático. É saborear a vida em cada momento e influindo para que cada evento do seu dia tenha resultado consciente, tenha sido pensado.

Fazer o que tem que ser feito:

Temos que nos levantar da cadeira e começar a agir, repassar a lista de coisas a fazer e ataca-las uma a uma.

É muito importante ter em conta que cuidar de si próprio nem precisa estar na lista, pois é um item de permanente reflexão.

O que tiramos da vida é exatamente aquilo que queremos tirar. A vida é resultado daquilo que fazemos. Assumir hábitos tóxicos e comportamentos pouco saudáveis certamente trazem consequências indesejáveis. Com o avançar da idade, vamos pagar um pedágio caro por tudo isso.

Ficar incomodando os outros, e envenenando os relacionamentos com mentiras e manipulações, certamente acaba em isolamento, maus tratos e rompimentos. O mundo é cheio de gente interessante, e os amigos indesejáveis acabam sendo descartados e isolados.

Temos que cultivar, semear, plantar e cuidar da nossa vida com carinho. Colhemos o que plantamos. Temos que nos tornar jardineiros conscientes, pois estamos plantando o jardim da nossa vida, que é único.

Pare de reclamar da vida:

Devemos parar de reclamar da vida e fazer algo para que ela mude para melhor.

Parar de fazer o papel de vítima, pois fomos todos aquinhoados com uma carga de problemas, e isso, mais do que uma desgraça, representa a matéria prima para o nosso crescimento.

Quem quer assumir de fato o seu próprio crescimento pessoal, deve colocar atenção redobrada às dificuldades e adversidades que a vida lhe apresenta. São elas as dicas valiosas para caminhar com desenvoltura por esta vida, adquirindo maturidade e experiência.

Assim como não queremos inverter o nosso crescimento, encolhendo cada dia até desaparecer, tampouco queremos nos tornar cada dia uma pessoa pior.

O crescimento pessoal é um caminho inevitável e temos que assumir a nossa responsabilidade.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta