Não tema a escuridão.

Quem carrega a luz não teme a escuridão.

Quando chegamos num ambiente escuro, basta um fósforo aceso ou um simples LED de celular para iluminar o suficiente para não nos machucarmos.

No sentido emocional, a luz interna funciona da mesma maneira.

A luz interna funciona como a coragem que temos para seguir caminhando no terreno escuro das adversidades.

Funciona comum uma fé na proteção Superior.

Confie:

Funciona como uma confiança na própria capacidade de sobrepujar as adversidades.

Quando enfrentamos momentos escuros na nossa vida, tendemos a reduzir a velocidade, e não raro, ficamos paralisados.

Assim como quem caminha no escuro, e uma pequena luz nos permite caminhar com mais desenvoltura, nos momentos difíceis, temos que recorrer à nossa luz interna.

Essa luz vai nos tirar do imobilismo, vai nos tirar o medo e vai nos permitir seguir adiante, a despeito das dificuldades.

Medo:

O medo do escuro é um sentimento ancestral.

Os nossos antepassados, os homens das cavernas sobreviveram selecionados pelo DNA do medo do escuro.

Aqueles indivíduos que tinham tal característica, estavam melhor protegidos dos ataques noturnos dos animais.

Portanto, não há nada errado em sentir medo do escuro e sentir a insegurança em tempos difíceis. Temos, no entanto, que cultivar e preservar essa preciosa luz interna para recorrermos à ela sempre que necessário.

O melhor de tudo, e que isso pode ser desenvolvido.

Se você se sente amedrontado diante dos problemas, vá exercitando e logo vai se acostumar a recorrer à sua luz interna.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta