Não seja irritante com as outras pessoas

Não seja irritante com as outras pessoas

Não seja uma pessoa indesejável no seu meio, seja trabalho ou ambiente familiar.

Se alguém se irritou com o que você disse, não repita, e não alimente a confusão.

Você já deu o seu ponto de vista. Prosseguir só vai dar mais calor na discussão e mais estresse.

Quando você irrita as pessoas, esses sentimentos negativos voltam para você mesmo. Só faz mal a você mesmo.

Relacionamentos:

Os amigos e familiares podem tolerar até certo ponto, mas a irritação pode prejudicar os relacionamentos.

Às vezes fazemos um drama sobre pequenas coisas nos encontros familiares.

Mostramos intolerância e rigidez nos pontos de vista.

Não somos flexíveis nas decisões que envolvem outras pessoas.

Respeite os limites dos outros. Se meta com a sua vida e não dê palpites em coisas pessoais, especialmente quando não é da sua conta.

Não fale pelas costas. Não conte mentiras, nem meias mentiras.

Não force as coisas e não tente impor só a sua vontade.

Não mexa nas coisas dos outros. Não mexa com a intimidade dos outros.

Não fique reclamando todo o tempo.

Não fique inquirindo as pessoas excessivamente.

Aprenda a ouvir. Deixe os outros falarem, e quando falar, não fique repetindo as mesmas coisas.

Seja educado, polido.

Perceba pelas expressões faciais quando não estão gostando.

Não conte vantagens.

Quando alguém te contar algo que lhe aconteceu, na saia contando algo pior, ou melhor, que aconteceu contigo.

Não diga algo ofensivo pra alguém e depois saia com aquela: estava só brincando.

Não faça com os outros, o que detesta que façam contigo.

Preste atenção nas mínimas coisas que te irritam e não faça com os outros – às vezes fazemos sem notar – por exemplo: estacionar mal o carro, prejudicando quem vai estacionar do lado.

Enfim, seja uma pessoa agradável.

Seja uma companhia desejável.                                                                                                                                Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta