Não se esqueça.

Não se esqueça da pessoa que tem dentro de si.

Se cuide com carinho, não se agrida e tampouco se deixe contaminar, se estragar pelos acontecimentos negativos.

Toda vez que sentir a raiva te dominar, pronta para te envenenar, pense no cuidado que tem que ter consigo, e se acalme, não deixe entornar o caldo.

Inveja:

Quando a inveja te forçar a desviar do rumo certo, pense nos seus sentimentos mais profundos, e se dê conta de quanto é nocivo e inútil se comparar com os outros.

Não seja apressado em julgar os outros, e nem tão rápido em se culpar. Não fique se alfinetando sem motivos.

Não fique tão chateado e decepcionado com suas falhas, não se puna com tanto rigor. Simplesmente aprenda a lição e siga em frente.

Uma amiga me lembrou esta semana: rapadura é doce, mas é dura.

A vida é dura mesmo, mas nem por isso devemos usar a vestimenta de vítima e andar triste pelas sombras.

Tudo vai terminar bem, e veja quando já progrediu, e o trajeto que já caminhou.

Estamos sós:

Já passamos por tanta dificuldade, e em muitos momentos estamos sós, eu comigo mesmo. Não posso nunca me esquecer de cuidar de mim mesmo, não me agredir, ser honesto e generoso.

Sei que desejamos a vida como um passeio no parque, mas a realidade nos presenteia com um passeio cheio de obstáculos, que às vezes, nos tiram do sério.

Mas sei que vale a pena, e todo o esforço e empenho são revertidos em realizações e alegrias.

Gosto das pessoas, e porque aprendi a gostar dos outros, me dei conta de que preciso gostar de mim mesmo.

Cuido de mim mesmo, e exercito a autocompaixão, me pego no colo quando estou em desespero. E por ter praticado comigo, aprendi a sentir a compaixão pelos outros.

Hoje sei que nunca devo me esquecer de mim mesmo, e cuidar com muito carinho dessa pessoa forte e resiliente que tenho dentro de mim.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta