Não se desespere, deixe o problema dormir uma noite

Não se desespere, deixe o problema dormir uma noite

Não se desespere. Sei que não pedimos para ter problemas, mas às vezes somos atropelados por um dos grandes. O que fazer quando nenhuma solução razoável nos aparece?

A solução:

Temos muitas maneiras de atacar um problema, e quando nenhuma solução aparece, é hora de deixar o problema descansar, dormir uma noite.

Muitas vezes olhamos para as consequências e desdobramentos dos nossos problemas e adversidades, quando deveríamos olhar para as causas.

Como sempre digo. Não olhe para onde caiu e sim onde tropeçou.

Crescimento:

O problema em si é um elemento de crescimento.

Faça uma reflexão comigo assistindo este vídeo, e depois retorne ao texto.

 

Não faça nada de maneira precipitada. Uma ação imediata e tempestiva pode trazer consequências desastrosas.

No meio do furacão, podemos cair na armadilha de ficar praguejando contra o evento em si, sem compreender a lição que vamos tirar disso tudo. Devemos aprender com tudo que nos acontece, mesmo que seja uma experiência dolorosa e traumática.

Deixe a mente descansar:

É possível que o problema não exija uma ação imediata, mesmo sendo uma coisa realmente séria. Quase sempre podemos adiar por um dia a decisão. Quando damos um dia para a mente se aquietar, podemos olhar o problema na real dimensão.

Normalmente, o excesso de concentração em cima de um determinado problema faz com que deixemos de enxergar algo que pode parecer óbvio.

Quando um grande problema nos atinge, os sentimentos afloram de repente, o coração bate rápido, a raiva, o ressentimento e a preocupação tomam conta da arena da decisão, e isso não é adequado para que a melhor decisão possa ser tomada.

Dê um tempo. Uma boa noite de sono vai permitir descortinar um novo panorama de alternativas.

Vai te ocorrer consultar um especialista ou mesmo falar com um amigo ou familiar.

Depois de uma noite bem dormida,  orgulho e a prepotência podem dar uma trégua para você reconhecer que precisa de ajuda.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta