Não se afaste dos riscos e das emoções da vida.

É comum as pessoas desejarem e buscarem uma certa insensibilidade após tantos revezes da vida.

Bloquear e excluir as emoções na vida, acaba por excluir a própria vida.

Entenda que a vida é feita de riscos que temos que correr, e como desdobramento disso vem as emoções, sejam fortes, boas ou más. Mas isso é a vida.

Viver alienado das emoções é como pilotar um barco sem bússola, sem direção.

As emoções nos orientam na seleção de caminhos, nas decisões.

Sem emoções e como estar à deriva.

O oposto também é complicado. Excesso de emoção pode perturbar o pensamento sereno e objetivo, especialmente nas decisões – existe aqui também o caminho do meio.

Entenda que as emoções estão arraigadas no nosso ser ancestral, sobrevivente.

Controlar as emoções pode não ser o procedimento razoável, mas entender e lidar com as emoções pode soar mais adequado.

A serenidade no trato das emoções pode significar a diferença entre construir e destruir.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta