Não rumine a sua tristeza e deixe-a-passar

Não rumine a sua tristeza e deixe-a-passar

Aceite sua tristeza e deixe-a passar. Não fique preso a ela, não rumine e não a deixe ficar.

Quando estamos tristes, temos uma tendência a nos afundar na tristeza. Quanto mais tempo passamos nessa situação, mais temos dificuldades de sair dela. Ao sentir a tristeza chegando, reconheça-a, aceite-a, mas procure uma maneira sutil de mantê-la a uma distância segura.

Uma boa receita é procurar alguma coisa produtiva para fazer. Comece a preparar o jantar. Arrume o armário. Limpe o jardim. Isso pode não resolver a tristeza, nem eliminar a causa da tristeza, mas vai te deixar mais satisfeito, simplesmente por te fazer produtivo, e vai te distrair para as coisas do seu mundo real. Procure uma atividade quase que mecânica, e ao mesmo tempo agradável. Não busque coisas sofisticadas e que exijam uma concentração mental acentuada. Isso pode ser um gatilho para o retorno dos pensamentos tristes.

A ruminação é uma conversa chata consigo mesmo em cima de um mesmo assunto chato e negativo.

O pior é que esse processo circular não te leva para ação e para a solução do problema.

Como sair dessa?

Se permita interromper esse pensamento circular.

Pare de argumentar consigo próprio, pois isso aumento o processo de ruminação.

Reconheça que a mente está entrando num processo circular e procure uma distração para sair disso agora mesmo.

Quando estiver mais confiante sobre o controle que adquiriu para parar o processo, passe a desafiar a si próprio nas convicções negativas, substituindo-as por convicções positivas.

Pensar nos problemas é sem dúvida o primeiro passo para resolvê-lo, mas você precisa saber identificar o processo de ruminação quando ele se inicia.

Normalmente pensamos em nós como vítimas, pensamos nas situações como um caos completo, e magnificamos o problemas para que eles se encaixem no cenário da ruminação.

Aprenda a idenficar quando a peça da ruminação começa a ser encenada.

Simplesmente aplique a palavra – PARE.

Observe o seu comportamento como quem está de fora.

Compartilhe os pensamentos com alguém, que pode aplicar o PARE quando você não está enxergando a ruminação.

Rubens Sakay (Beco)

Botão da Felicidade

SE VOCÊ TIVESSE UM BOTÃO QUE BASTASSE ACIONAR PARA SER FELIZ, VOCÊ APERTARIA?

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta