Não rumine a sua tristeza e deixe-a-passar

Não rumine a sua tristeza e deixe-a-passar

Aceite sua tristeza e deixe-a passar. Não fique preso a ela, não rumine e não a deixe ficar.

Quando estamos tristes, temos uma tendência a nos afundar na tristeza. Quanto mais tempo passamos nessa situação, mais temos dificuldades de sair dela. Ao sentir a tristeza chegando, reconheça-a, aceite-a, mas procure uma maneira sutil de mantê-la a uma distância segura.

Uma boa receita é procurar alguma coisa produtiva para fazer. Comece a preparar o jantar. Arrume o armário. Limpe o jardim. Isso pode não resolver a tristeza, nem eliminar a causa da tristeza, mas vai te deixar mais satisfeito, simplesmente por te fazer produtivo, e vai te distrair para as coisas do seu mundo real. Procure uma atividade quase que mecânica, e ao mesmo tempo agradável. Não busque coisas sofisticadas e que exijam uma concentração mental acentuada. Isso pode ser um gatilho para o retorno dos pensamentos tristes.

A ruminação é uma conversa chata consigo mesmo em cima de um mesmo assunto chato e negativo.

O pior é que esse processo circular não te leva para ação e para a solução do problema.

Como sair dessa?

Se permita interromper esse pensamento circular.

Pare de argumentar consigo próprio, pois isso aumento o processo de ruminação.

Reconheça que a mente está entrando num processo circular e procure uma distração para sair disso agora mesmo.

Quando estiver mais confiante sobre o controle que adquiriu para parar o processo, passe a desafiar a si próprio nas convicções negativas, substituindo-as por convicções positivas.

Pensar nos problemas é sem dúvida o primeiro passo para resolvê-lo, mas você precisa saber identificar o processo de ruminação quando ele se inicia.

Normalmente pensamos em nós como vítimas, pensamos nas situações como um caos completo, e magnificamos o problemas para que eles se encaixem no cenário da ruminação.

Aprenda a idenficar quando a peça da ruminação começa a ser encenada.

Simplesmente aplique a palavra – PARE.

Observe o seu comportamento como quem está de fora.

Compartilhe os pensamentos com alguém, que pode aplicar o PARE quando você não está enxergando a ruminação.

Rubens Sakay (Beco)

Botão da Felicidade

SE VOCÊ TIVESSE UM BOTÃO QUE BASTASSE ACIONAR PARA SER FELIZ, VOCÊ APERTARIA?

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked