Não reaja de modo desproporcional.

Às vezes, reagimos de modo desproporcional.

Revidamos com muita força algo que na verdade nos ofende de passagem.

Aprenda a equilibrar suas reações, verifique se elas não estão sendo desproporcionais.

Permita que os seus sentimentos te conduzam, mas não que te dominem por inteiro.

Quando estamos no modo de reação pura, estamos conectados a uma  fonte inteira de estresse. Estamos rodando o nosso organismo numa rotação além do adequado e pode fazer mal à saúde.

Isso é como dirigir pela avenida em primeira marcha, com o motor rosnando. É evidente a sensação de que algo está errado, e que a coisa pode quebrar a qualquer hora.

Evite a raiva, e não reaja quando ela quiser pular para o controle.

Pare um pouco para pensar e analise a situação no detalhe. Não se precipite.

Aceite mais. Seja flexível. Seja mais transigente.

Não saia culpando os outros ou culpando a si próprio.

Evite o drama, não entre em pânico. Respire e aja com serenidade.

Tente reagir de maneira diferente dessa vez. Tente ficar mais tranqüilo.

Algumas pessoas reagem explosivamente para dentro, o que pode ser pior ainda. A saúde pode se comprometer.

Outras pessoas explodem para fora, e o relacionamento com as pessoas vai por água abaixo.

Em ambos os casos é uma questão de atitude.

Algumas perguntas importantes, para lidar com uma situação de reação explosiva:

-Reagindo dessa maneira eu vou resolver o problema?

-Isso realmente tem grande importância na minha vida?

-Numa escala de 0-10, qual a importância dessa situação?

-Como verei isso daqui há 3 meses?

-É possível conviver com essa situação sem maiores prejuízos?

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta