Não insista no que está errado.

Porque insistimos em coisa errada que não vai dar em nada?

É realmente difícil desistir de um caminho mesmo quando já sabemos que o destino é indesejável.

Temos que parar com essa mania de dar murro em ponta de faca.

Devemos aceitar a realidade, admitir a conclusão razoável, abandonar o caminho, a prática, o projeto, e seguir em frente.

Siga a vida:

Vire a página.

A vida que segue, e não temos tempo a perder.

Há tantos projetos para concretizar, tantos lugares para conhecer, e um mundo de gente interessante para interagir.

Não devemos insistir indefinidamente quando já sabemos que está errado.

A teimosia não leva a lugar algum, nos mantém atados, estagnados exatamente onde estamos.

Queremos progredir, queremos melhorar, temos que aceitar desistir de alguma coisa.

Temos que levantar o olhar que está fixo no nosso umbigo e olhar para frente.

Muitas vezes não aceitamos que estamos errados, e simplesmente não ouvimos os nossos amigos e familiares.

Mentira:

Quem não suporta a verdade, tem sempre a mentira.

Quando rebatemos as críticas e alertas dos amigos, eles acabarão desistindo de nos alertar. Acabamos ficando só com a mentira.

Quando as pessoas se propõem a nos ajudar, temos que manter a mente aberta, aceitar críticas, ouvir as sugestões.

Não somos os sabichões, aliás, quando nos julgamos os maiorais, aí mesmo é que damos com os burros na água.

Algumas pessoas percebem logo que estão no caminho errado, aceitam, assumem e buscam o caminho correto.

Outras pessoas insistem indefinidamente no caminho errado, mesmo quando todos já desistiram.

A diferença entre tais pessoas, é que as primeiras estão mais abertas a ouvir, aprender e corrigir os erros.

As últimas são muito donas de si, não admitem estar equivocadas, andam com os olhos e ouvidos selados, e não é nenhuma novidade se baterem com a cabeça na parede.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta