Não ignore as pessoas.

Trate bem todas as pessoas com quem interagir, olhe nos olhos. Não ignore, como se as pessoas fossem postes.

As pessoas passam por nossa vida não é por acaso, e temos que estar atentos, dedicar o nosso tempo.

Às vezes somos estimulados para uma interação casual, e nos escondemos, fugimos e ignoramos as pessoas, seja no mercado, nos aeroportos ou na fila de um banco.

Se dedique, mesmo que não conheça a outra pessoa.

Seja educado:

Devolva um comentário educado, não se faça de surdo, não seja mal educado. Muitas vezes, uma conversa descontraída pode se desdobrar em contados futuros e parcerias.

Perceber as pessoas e notar particularidades pitorescas é uma riqueza que não devemos desperdiçar.

Os humoristas ficam atentos no cotidiano, buscando situações hilárias, e encontram muitas, que se transformam em matérias primas para o seu humorismo.

Se ficarmos atentos para a beleza da natureza humana, vamos nos surpreender com tanta novidade.

Hoje mesmo, preste mais atenção nas pessoas do seu convívio. Perceba alguma coisa que você não havia notado.

Com um pouco de pratica, você vai ver que gosta mais das pessoas, porque aprendeu a perceber suas qualidades.

Quando atentamos para as pessoas, compreendemos melhor o seus comportamentos, experimentamos a empatia e a compaixão.

Mudanças:

Mudamos, por meio dessa melhor compreensão, a perspectiva com que olhamos para os outros.

Expresse também a sua satisfação em interagir com as pessoas – demonstre emoção.

Seja flexível e tolerante, pois as pessoas são diferentes e não há um padrão correto de comportamentos.

Não se esconda por trás de uma armadura, não se isole dos outros. Seja amigo e valorize as boas amizades.

Dê sempre retorno. A comunicação é sempre de duas vias. Não se coloque num pedestal, esperando que os outros o procurem.

Se você quer mais atenção, dê mais atenção.

Não seja econômico nos sorrisos e expressões agradáveis.

Seja gentil e esteja pronto para ajudar. Goste de estar com as pessoas e elas gostarão de estar contigo.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta