Não deixe o problema tomar conta.

Não desanime. Você vai dar conta de sair dessa.

Não deixe o problema tomar conta. Não se sinta intimidado e não deixe ele crescer na sua frente.

Isso acaba virando uma bola de neve, você pequeno, o problema grande e assim por diante.

Um aspecto da nossa corrida com barreiras é quando avistamos uma barreira logo à frente e nos sentimos incapazes.

Dificuldades:

Imediatamente como num passe de mágica às avessas, a barreira começa a crescer.

Mais nos aproximamos da barreira, maior ela vai ficando. Ficamos amedrontados.

Nem fizemos nada e de repente a barreira se torna intransponível.

É fundamentalmente um processo mental.

Uma boa maneira de encarar de frente é separar o problema em partes.

A primeira parte pode ser apenas financeira. A segunda parte pode envolver o relacionamento conjugal. A terceira parte pode envolver a logística, arranjos de local e assim por diante.

Problema:

Quando olhamos o problema todo embolado, pode parecer intransponível.

Imagine que você está trafegando na estrada e encontra a estrada bloqueada por detritos de uma tempestade.

No primeiro momento, a conclusão é que não se pode passar.

Mas olhando mais de perto, você pode movimentar um galho de árvore, aguardar um outro motorista para te ajudar a mover uma pedra e de repente aquele monte de obstáculos não representa mais uma barreira intransponível.

Encare de frente, busque a serenidade e as ideias chegarão mais claras na sua mente.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta