Não deixe a inveja consumir a sua felicidade

Não deixe a inveja consumir a sua felicidade

Temos todos, uma tendência a fazer comparações com os outros, e invariavelmente somos tomados por uma pontinha de inveja. Faça alguma coisa para evitar que isso te consuma e envenene a sua vida.

Esteja contente com o que é e com o que tem.

A inveja não tem fim, e assim como a ganância, vai te consumir até o fim da vida.

O que o outro tem não é da sua conta.

Concentre a sua atenção na sua busca pessoa. Concentre as suas energias lutando pelo que quer na vida.

Comparação:

A comparação constante com os outros, alimentada pela inveja, é uma fonte permanente de insatisfação e infelicidade.

A inveja e a comparação, segundo especialistas, são características comuns aos indivíduos.

Mas porque praticamos algo que vai contra a nossa felicidade e bem-estar?

Porque me importo com coisas que nada têm a ver comigo, a vida do amigo, do vizinho ou do meu cunhado?

Como faço para me livrar desse comportamento insano, pouco inteligente e até infantil.

Seguem algumas dicas para se livrar dessa atitude tão perniciosa e tão contrária a nossa própria felicidade.

1-Desenvolva a gratidão por tudo que tem, e pratique a gratidão a todo momento.

2-Desenvolva uma atitude positiva frente à vida, e assim não deixará espaço para a inveja.

3-Coloque a sua atenção naquilo que você faz, no que você é e naquilo que você já conseguiu. Não olhe tanto para o lado, para a vida do outro.

4-Procure conhecer melhor as pessoas as quais você inveja e aprenda a admirá-las – a inveja vai passar.

5-Qualifique as pessoas, nas suas competências e habilidades, pelo que elas conseguiram, e assuma a atitude de buscar tais competências – a inveja vai passar.

Pessoas insatisfeitas, via de regra, olham o seu copo sempre meio vazio. Com isso, não aproveitam a vida com aquilo que tem, pois ficam olhando sempre para aquilo que não tem.

Olhar para o vazio do copo nos tira o olhar para a abundância da vida.

Rubens Sakay(Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta