Não deixe a ansiedade azedar o seu dia

Não deixe a ansiedade azedar o seu dia

Trabalhe esta ansiedade. Vá com calma, uma coisa de cada vez.

Comece o seu dia calibrando um pouco os pensamentos e emoções.

Não há como ser feliz se estamos nos afogando permanentemente na ansiedade.

Busque a importância relativa das coisas que estão mordendo o seu sapato nesse instante.

Se pergunte: até que ponto isso é importante?

Você vai ficar surpreso quão insignificante são algumas das coisas que te levam a tal nível de estresse.

Confidencie para alguém próximo o motivo do seu estresse tamanho.

Alguém de fora do problema, com a cabeça fresca, pode te trazer para a realidade, colocar os seus pés no chão.

Quando estiver um pouco mais calmo, busque as causas do problema ou da situação – pare de atacar os efeitos.

Muitas vezes as pessoas que atacamos são também vítimas da mesma circunstância.

Algum nível de ansiedade e estresse é saudável, mas o excesso pode prejudicar a saúde e o bem-estar.

Algumas pessoas fazem sistematicamente uma atividade rotineira para se acalmar, tal como jardinagem. Sair para uma boa caminhada ou outro exercício físico também costuma funcionar bem.

Dizem alguns especialistas que somos capazes de identificar a ansiedade pelo padrão do pensamento.

Assim como identificamos um casamento só de ouvir a música, a ansiedade toca a mesma musica na nossa mente – é um padrão recorrente que temos que aprender a identificar e amenizar.

Preste atenção e vai conseguir trabalhar essa questão.

O pensamento da ansiedade, segundo especialistas é : “ e se?”

A ansiedade está diretamente relacionada com os pensamentos de antecipação.

E se der errado?

E se não acontecer?

E se ele não cumprir com o prometido?

E se eu não der conta?

Algumas recomendações:

-não se preocupe tanto, e não o faça com antecipação.

-preste atenção nos sinais físicos de que está passando dos limites.

-analise os problemas nos detalhes e com a cabeça fria.

-tenha um plano para atacar os problemas – cada um deles, um de cada vez.

-se estiver em pânico – procure ajuda profissional.                                                                                                                       Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta