Não dê cartão vermelho.

Não dê cartão vermelho.

Não saia rotulando e condenando as pessoas a torto e a direito.

Pegue leve com as pessoas.

Você não ganha nada distribuindo cartão vermelho pra todo mundo.

Não saia linchando as pessoas.

Não expulse as pessoas, não tire as pessoas do jogo.

Seja flexível e lembre-se que ninguém é perfeito.

Ao lidar com pessoas difíceis, vale a recomendação de se afastar um pouco para evitar os respingos dos maltratos. Isso pode ser mais do que o suficiente.

Veja uma postagem antiga: tratando as pessoas intratáveis.

Quem fica julgando e crucificando as pessoas dá sinais de que faz o mesmo consigo próprio.

Muita culpa dirigida aos outros sinaliza muita culpa dirigida a si próprio.

Isso não está no caminho da felicidade e do bem-estar.

Não dê cartão vermelho aos outros e não se dê cartão vermelho também.

Há tanta maldade no mundo e você pode estar dando cartão para alguém que te magoou involuntariamente.

Alguém pode ter falhado contigo uma única vez e você sequer deu a chance de um cartão amarelo.

Se você ainda estiver louco para dar um cartão vermelho, dê cartão vermelho para a corrupção, para a violência, para a pedofilia.

Passe adiante,

Boa Copa,

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta