Não alimente as suas lembranças tristes.

Ficar relembrando as coisas tristes que aconteceram na sua vida constantemente é alimentar as sementes da tristeza.

Aceite completamente o que ocorreu no passado, e não fique alimentando tais sementes. Deixe-as lá no fundo da sua alma, que é o lugar certa para elas.

O que nós alimentamos e regamos vai crescer. Isso vale para nossas tristezas, nossas dores e sofrimentos. Pare de alimentá-las.

Deixe-as repousar em paz.

Como ensina Thich Nhat Hanh, deixe-as repousar no sótão da sua mente. Quando sentir que elas estão descendo do sótão para te assombrar, não resista, apenas reconheça e observe. Elas irão voltar para o lugar de onde vieram – o sótão.

Todos nós vivemos situações tristes na nossa vida. Foram duros períodos, situações dramáticas, mas não vale ficar remoendo, trazendo à tona todo momento.

Devemos tirar as lições e guardar as lembranças bem guardadas e quietinhas lá no sótão.

Dizia Ingrid Bergman que a felicidade é uma boa saúde e uma péssima memória, e muita gente repete a mesma coisa.

Acho que isso vale as memórias dolorosas. Para tais situações, é melhor digerir e guardar.

Quanto às memórias agradáveis, não diria tal coisa.

Já comentamos em outra postagem que os momentos agradáveis devem ser saboreados e relembrados.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta