Muito ocupado enquanto não faz nada.

Mesmo quando não estamos fazendo nada, a nossa mente costuma vagar com destino certo.

E o destino certo é o padrão que já conhecemos, o de ficar passeando pelo futuro criando fantasias irrealizáveis, e vez por outra voltado para o passado se arrependendo por coisas que não fez, pelas decisões que não tomou e pelas oportunidades que deixou passar.

Isso é que significa estar ocupado enquanto não faz absolutamente nada.

É ficar parado, estacionado, estagnado, enquanto a vida passa diante do seu olhar.

Mude:

O que fazer quando queremos ficar simplesmente parados, descansando, e ao mesmo tempo, evitar que a mente ligue esse padrão?

Uma coisa importante, é pegar um livro interessante e deixar que a mente vague por coisas mais construtivas.

Podemos ainda pegar um papel, escrever e desse modo, orientar a nossa mente para a elaboração de ideias interessantes.

Podemos simplesmente observar a natureza, a flor que acabou de desabrochar, o pássaro que busca algum material para fazer seu ninho, ou o cochilo desinteressado do cachorro.

Se escolhermos a observação, podemos começar por uma observação geral, para depois focar em aspectos bem detalhados, como o formato e a cor de uma planta específica do seu jardim.

A mente é mais rápida do que a nossa intenção. Nem bem afastamos algum pensamento negativo, outro pensamento de mesma natureza ocupa lugar na nossa mente.

Pratique:

Temos que praticar, e assim adquirir essa capacidade de focalizar a nossa mente em coisa bem específica. Assim é a pratica mais comum de meditação, com o foco apenas na respiração.

Eu gosto de praticar lavando pratos, e enquanto a louça suja não encontra o seu lugar no escorredor, a prática continua.

Ao terminar, sinto um conforto, uma paz, um micro revigoramento.

Experimente, pratique e usufrua dessa sensação.

Ficar à toa e descansando, é uma circunstância realmente plena, quando bloqueamos a nossa mente de ficar vagando por lugares indesejados.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta