Muita comparação, muita insatisfação.

Não há como evitar as comparações. Tudo que vemos nos outros acaba por desaguar em alguma comparação com aquilo que nós próprios possuímos. É uma fonte permanente de insatisfação e infelicidade.

Como você se sente consigo mesmo não deveria ser dependente daquilo que outros pensam ou possuem.

Assuma você mesmo a responsabilidade sobre a sua felicidade, e corte esse umbilical com os outros.

Foque mais naquilo que você é e possui.

Evite comparações:

Usufrua a própria vida, sabendo que não há como ser feliz nas comparações, pois sempre vamos encontrar alguém com mais, melhor e adiante em tudo aquilo que empreendemos.

Sei que é uma tarefa difícil deixar de se comparar, mas devo dizer que é um alívio muito grande quando você se libera desse péssimo hábito.

Quanto mais nos comparamos com os outros, mais nos depreciamos e reduzimos a nossa autoestima.

Enquanto focamos as realizações dos outros, os nossos projetos ficam à deriva. Temos que colocar a atenção nos nossos objetivos e metas.

Mesmo quando nos sentimos em ambiente de competição, o olhar excessivo no outro nos faz perder a batalha.

Preste atenção nos maratonistas e perceba o quanto estão focados em si mesmo.

De vez em quando, o olhar, muito rapidamente, passa pela posição do competidor, mas volta imediatamente no seu trajeto. É muito mais produtivo olhar para frente ao invés de olhar para os lados, afinal é para frente que nos dirigimos.

Na sua vida, se tiver uma vontade enorme de comparar, escolha olhar para o que tem feito e compare consigo mesmo, hoje e no passado. Veja o quanto já evoluiu e amadureceu. Se alegre com tantas realizações.

Quando observamos a vida dos outros, temos que fazer com generosidade, sem julgamento, com o olhar compassivo e alegre ao mesmo tempo.

Se alegrar com as realizações dos outros é algo difícil de exercitar, mas temos que insistir, pois nos tira o hábito feio de se comparar.

R.S. Beco

1 Comentário

lilas666

about 4 anos ago

Republicou isso em Cosmopolitan Girl.

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta