Mergulhe no problema

Mergulhe no problema

Mergulhe no problema, encare ele de frente. Você não vai resolver o problema reclamando, culpando os outros ou a si mesmo. Para a maioria das coisas que incomodam, fugir, não traz qualquer conforto e nem mesmo solução.

Dentro do problema:

Para resolver de fato, você tem que mergulhar dentro do problema, encarar de fato, reconhecer o problema, buscar suas causas e analisar as consequências.

Quando entramos no problema de verdade, colocamos à prova a sua pró´pria existência – o problema pode se dissipar, sumir, evaporar. Quando colocamos o nosso olhar honesto e determinado, muitos dos nossos supostos problemas não resistem, se mostram dificuldades virtuais, coisas que náo próprios inventamos para nos amedrontar.

Quando nos familiarizamos com aquilo que nos incomoda, estamos mais perto de resolvê-los.

As causas:

Se as coisas não andam bem na sua vida, examine, identifique as causas com clareza. Enumere algumas coisas efetivas que deve fazer para resolver, arregace as mangas e faça o que tem que ser feito.

Quando deixamos o problema nos atacar à distância, ele parece intimidante, mas quando chegamos bem de perto, ele perde o poder de nos dominar, de nos imobilizar. Chegue nele, de verdade.

Entre no problema, nos seus detalhes, olhe bem para as pessoas envolvidas, desafie as suas convicções sobre o problema.

Otimismo:

Mude a linguagem que você está utilizando quando conversa com seu problema. Tire a pegada negativa, coloque um pouco mais de otimismo. Acredite na sua capacidade e não se deixe derrotar logo de princípio.

 

Soluções:

Com tudo isso feito, você vai ver com mais clareza os caminhos, as alternativas e as soluções.

Imagine uma solução ideal e construa um plano de ação para lidar com o problema.

Desenhe um plano de ação, defina uma meta uma data e acompanhe o seu progresso.

Você vai ficar bem.

 

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta