Me sinto melhor agora.

Já tive meus momentos de profunda tristeza.

A dor e o sofrimento pareciam maiores que a minha frágil capacidade de reagir.

Se as coisas não indicavam me levar para o abismo, também não conseguia enxergar a luz no fim do túnel.

Mas as coisas mudaram.

Não me sinto abandonado, nem pelos amigos, nem pelos familiares e especialmente por Deus.

Aprendi muitas coisas:

-a buscar a serenidade;

-a enxergar as situações na sua real dimensão e a viver intensamente o momento presente;

-hoje sei que sou resiliente e posso me recobrar dos reveses da vida;

-percebo hoje a beleza da vida, da natureza e a abundância das experiências, por menor que seja.

Tudo que escreve no blog tem a ver com as constatações que viraram verdade para mim e que se transformaram nas ferramentas para o meu crescimento pessoal.

Não quero mais ser perfeito.

Não tenho expectativas fantásticas para o meu futuro, embora não tenha perdido a fé no futuro.

Aprendi a ter sempre ao alcance a oração da serenidade.

Sei que a água no fundo do lago é sempre calma, e aprendi a buscar a serenidade no meu eu interior.

Sei que não preciso chegar ao fundo do poço para me recobrar. Posso recobrar as energias e a serenidade sempre que quiser, sempre que me lembrar – não estou só – tenho uma Força Superior comigo, sempre, em qualquer lugar.

Posso ainda, em situações de dificuldades, olhar as circunstâncias com um olhar mais positivo, procurando me livrar dos pensamentos negativos.

Percebo o valor em mim mesmo.

Percebo o quanto cresci.

Enxergo a jornada, o caminho, longo e gratificante.

Beco

1 Comentário

Eli Lima

about 7 anos ago

Nossas primaveras nos levam à outras atitudes perante as circunstâncias. Ainda me faltam muitas para alcançar o que você, sabiamente, alcançou. Quem o conhece sabe que o que vc escreve ajuiza sua prática. Você é especial. Obrigada pela contribuição. Fique bem.

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta