Me lembro bem.

Livro - Mamíferos

Me lembro como se fosse hoje, e já se passaram cinqüenta anos.

Recebi de presente dos meus tios um pacote pesado contendo dois livros grandes.

O primeiro, um dicionário que me acompanhou por um bom tempo da vida escolar, e o segundo, o mais querido e que guardo até hoje – a foto que ilustra a postagem de hoje.

Mamíferos.

O livro simplesmente mudou o meu espírito investigativo.

Li o livro da cabeça ou rabo centenas de vezes e mais, ensinei cada parágrafo e mostrei cada fotografia até para os meninos que não tinham idade para ler.

Quando saia para a rua após o jantar, e carregava o livro, o endereço era certo. Um poste de iluminação pública defronte à minha casa, os garotos sentados à minha volta e a aula de zoologia começava.

Onça pintada é uma coisa, leopardo é outra e guepardo é um terceiro animal – não devemos confundir.

O livro, hoje muito surrado, mostra sinais indeléveis de intensa utilização.

As folhas estão tão surradas que é possível notar as dobras sistemáticas mesmo com o livro fechado.

Me admira o livro estar ainda inteiro, até por me acompanhado por quase quarenta mudanças de domicílio.

Aprendi nesses anos a importância da educação.

Aprendi a não desprezar qualquer ação, mesmo que aparentemente singela, mas que tenha a capacidade de impulsionar, motivar, direcionar e energizar a educação de qualquer criança.

Meus tios, educadores por excelência, que me inspiraram e me aconselharam para a profissão e para a vida. Foram meus modelos para praticamente tudo que sou hoje.

Me acompanharam e me estimularam nos meus desafios e me suportaram e me encorajaram nas minhas dificuldades.

Desenvolvi com eles o prazer pela ciência, pela leitura e pelo conhecimento.

Aprendo com eles hoje o bem envelhecer a serenidade e a sapiência que se lapida e se aprimora com o passar dos anos.

Quando recebi os livros de presente, não me dei conta da lição que viria com o tempo, e que ouço deles até hoje.

Livro é melhor que brinquedo.

Para aqueles com filhos pequenos, netos pequenos e que tenham qualquer oportunidade de influenciar positivamente na sua educação, não percam qualquer oportunidade.

Um pequeno gesto pode fazer a diferença para quem recebe – para o resto da vida.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta