Me dar permissão para largar o peso.

Carregamos tanto peso nos ombros quem nem sabemos mais o que é andar leve e solto.

Mas temos uma escolha importante – se dar a permissão para largar uma boa parte desse peso.

Temos que deixar cair aquela carga inútil que carregamos e que não contribui em nada para o nosso crescimento, e nem vai tornar o mundo um lugar melhor para se viver.

Grande parte dessa carga que assumimos é fruto da nossa prepotência.

Prepotência:

Acreditamos que temos a capacidade para resolver problemas do mundo – prepotência.

Nos sentimos culpados por tanta coisa que aconteceu ou não aconteceu – prepotência.

Culpamos os outros por tantos ressentimentos e mágoas – prepotência.

Trabalhando um único elemento, a prepotência, podemos, um dia de cada vez, deixar cair parte do peso inútil que carregamos.

Passado:

Não podemos mudar o passado, mas podemos modificar o modo como enxergamos o passado.

Ao passarmos a olhar o passado com mais humildade e aceitação, admitindo a nossa impotência frente a muita coisa nesse mundo, damos um passo para nos perdoarmos.

Se perdoar no passado é se libertar para ser feliz no presente.

Um aspecto interessante é que quanto mais baixa e a nossa autoestima, e quanto mais enfraquecidos nos sentimos, maior é a tendência para carregar carga inútil.

Quanto mais nos fortalecemos, menor carga carregamos. Parece estranho mas é assim que vejo as coisas acontecerem.

Ao final, nos sentimos mais leves por dois motivos: estamos mais fortes e carregamos menos peso.

É uma escolha, parece fácil, mas exige diligência e persistência.

Dê os passos menores, comece pequeno, devagar, com segurança.

Muito rapidamente você vai sentir os benefícios.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta