Mantenha o olhar altivo.

Se você caminhar olhando para o chão, vai andar muito devagar.

Pode parecer um caminhar seguro. Você pode não cair no buraco à sua frente, mas pode esbarrar num poste que poderia ter reconhecido há muitos metros atrás, caso estivesse com o olhar altivo.

O mesmo serve para a vida. Olhar mais adiante vai permitir que caminhe mais desenvolto pela vida.

Ande de cabeça erguida, e os pequenos desníveis do terreno da vida vão te parecer insignificantes quando percebidos no contexto do trajeto completo, da longa caminhada.

Os pequenos desvios da vida são o que são – pequenos desvios. Quando olhamos para eles no contexto da vida, verificamos que estes não nos impedem de perseguir o nosso objetivo maior.

O grande estudioso e Nobel de Economia, Herbert Simon utilizava uma metáfora das formigas para ilustrar algo que tem a ver com o que comentei:

Imagine as formigas evoluindo num terreno. Se focalizarmos um pequeno trecho do trajeto e observarmos o comportamento desses insetos prolongadamente, teremos a impressão de algo caótico, sem direção. Elas vão para frente, para trás, conversam, dão voltas sobre si próprio.

Basta nos afastarmos um pouco, o suficiente para enxergar o longo trajeto, para perceber o quanto elas são seguras na direção que estão perseguindo.

Mantenha o olhar altivo, e não perca de vista o seu trajeto de longo prazo.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta