Lute contra isso.

Se o futuro parece descortinar um destino indesejável, lute contra isso, mude de rota, faça alguma coisa.

Não deixe que o futuro ruim se concretize. Se mexa, faça a sua parte e siga adiante.

Não podemos fazer corpo mole quando o futuro nos parece ameaçador, especialmente naquilo que está no nosso controle.

Quero um futuro feliz, e trabalho duro para que os projetos se concretizem, e sei que a despeito de tanta imprevisibilidade, posso e devo assumir o timão da minha vida.

Tantas confusões:

Nos metemos em tantas confusões, e quase sempre, recebemos sinais para cair fora, e temos que interpretar bem a luz que é lançada sobre as nossas decisões.

Poucas são as situações dramáticas que nos acometem de repente, do nada.

Muito daquilo que são barreiras no nosso caminho, não aparece de repente, e temos que entender quando as dificuldades começam crescer no nosso horizonte, assim como as nuvens que se formam e uma tempestade se prenuncia.

Temos que nos preparar e mudar de rota quando for possível. Não podemos esperar quietos, a desgraçada acontecer.

Não há uma só pessoa que deseje o próprio mal, mas muitos de nós fecham os olhos para a tempestade que se forma, ou mesmo enfia a cabeça na terra como o avestruz, como se isso fosse amenizar ou mesmo evitar os resultados indesejáveis.

Assuma o controle:

Assumir o controle sobre a sua vida, é ficar firme no comando, aceitar os desafios e não fugir das responsabilidades.

Não temos que tolerar maus tratos, desonestidade nem a companhia de pessoas sem caráter.

Evite a perpetuação de relacionamentos tóxicos, pois vai acabar desenvolvendo sentimentos muito negativos sobre a outra pessoa.

Não se deixe levar até o ponto de se tornar uma pessoa desiludida com a vida.

A vida é uma luta, sabemos, mas a luta deve ser para o seu bem, para que você possa melhorar, um dia de cada vez.

Acredite na vida, acredite em si próprio, e seja feliz.                                                            R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta