Lave pratos.

Após o jantar, lave os pratos e panelas com total concentração.

Diz um monge budista Thich Nhat Hanh, no seu livro – Paz a Cada Passo – que devemos lavar os pratos com o objetivo de lavar os pratos.

A maioria das pessoas lava os pratos com o objetivo de ter pratos limpos, o que faz com que a mente esteja em outro lugar, especialmente nos problemas que sequer são nossos.

Esta prática, que Thich chama de meditação lavando os pratos – dishwashing meditation – tem uma recomendação prática.

Preste atenção total naquilo que está fazendo.

Perceba cada detalhe do prato, a textura, a cor, as bordas.

Perceba cada sujeira que está sendo carregada pela ação da água, do sabão e da esponja.

Esfregue a esponja com critério, atingindo cada parte a ser limpa.

Sinta a temperatura da água.

Para aqueles que não lavam pratos, mas colocam tudo na lavadora, está aí uma oportunidade única para praticar uma meditação fácil e útil.

Não repare na quantidade de pratos lavados ou a serem lavados.

Se desligue do ambiente externo por uns instantes, a televisão ligada, a conversa paralela ou mesmo o telefone tocando – deixe que alguém atenda.

Não pense no que vai fazer depois de lavar os pratos.

Esteja totalmente concentrado em lavar os pratos.

O blog – Random conversations with purpose – conversas aleatórias com propóstio -de uma garota da Califórnia explica também como praticar o dishwahsing meditation.

 Não se esqueça de respirar calmamente.

Aproveite.

Passe adiante.

Beco

2 Comentários

Eli Lima

about 7 anos ago

Ótima dica para meditção! Fique bem.

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta