Incrivelmente insatisfeito.

Quando estamos em sofrimento, devemos encontrar uma maneira de sublimar e não de ruminar.

Passar por cima e seguir adiante. Aceitar o que não está no nosso controle e agir naquilo que estiver ao nosso alcance.

Quando analisamos as desgraças nos mínimos detalhes, terminamos por ficar incrivelmente insatisfeitos.

Quando dedicamos tempo para discutir e analisar as relações, focalizamos demasiado nos pontos negativos, detalhando, exemplificando, ilustrando o quanto somos maus uns com os outros, e a coisa fica pior.

Ao invés de colocarmos atenção aos pontos negativos, que tal olhar o lado bom, praticar o que meus amigos chamam de – OLHO BOM.

É possível até que fiquemos incrivelmente satisfeitos, a despeito de alguns resultados não animadores.

A vida é o que é.

A nossa atitude define o nosso espírito, a nossa emoção, a nossa felicidade.

Como disse Dale Carnegie, não é o que temos, o que somos e o que fazemos que nos torna infelizes, mas o que pensamos a respeito.

E suma, não adiante adicionar muitos positivos externos, quando estamos cheios de negativos internos.

Encontrei no blog Marc & Angel Rack Life, 75 receitas infalíveis (listo aqui as 10 primeiras) para ficarmos incrivelmente insatisfeitos, e portanto, pratique exatamente o contrário do que segue: 

-lute contra as coisas do passado;

-fique obcecado pelos problemas do futuro;

-reclame bastante e não tome nenhuma atitude ou ação para melhorar.

-tema a mudança e resista;

-busque sempre a perfeição e se condene por não atingi-la;

-se deprecie;

-se junte a pessoas com baixa auto-estima;

-tente controlar tudo que puder;

-minta para você mesmo e para os outros;

-faça tudo da mesma maneira, não tente nada novo;

Um segredo, no comentário do blog, é que ninguém é feliz o tempo todo e as flutuações são normais.

Temos é que lidar com serenidade nos altos e baixos da vida.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta