Gostar de mim.

Sinta-se bem consigo mesmo. Goste de você.

Compre uma roupa nova e bonita – recomendação válida também para os homens.

Procure no seu guarda roupas algo que você goste muito e use. Não saia de casa se vestido de qualquer jeito.

Quando estamos com a estima baixa, temos uma tendência a se vestir com nossas piores roupas, o que nos traz mais para baixo.

Não tem nada de mais usufruir de uma comida que você adora, desde que não se arrependa depois. Não se entupa de sorvete só porque está deprimido, mas vá até sua loja preferida e compre uma comida de sua predileção.

Deixe sempre à mão, se possível, emolduradas, as fotos suas em que se sente bem, bonita e alegre, e recorra a elas de vez em quando.

Aprenda a ficar consigo mesmo e gostar da experiência.

Tem gente que não suporta mais que cinco minutos de tranqüilidade – tem que sair, ligar para alguém, comprar, agitar, se entreter.

Quando estamos mais preocupados em se divertir, se entreter e menos em relaxar, ficar consigo mesmo, é possível que a comunicação consigo mesmo esteja ameaçada– pode denotar  auto-estima baixa.

Tem gente que não tolera a si próprio.

Quando incide algum vício ou dependência química, aí é que auto-estima vai lá pra baixo.

É preciso restabelecer o diálogo consigo mesmo. Gostar de si próprio, respeitar a si próprio.

Quando ficamos prisioneiro do monólogo:

-eu não vou conseguir;

-eu não faço nada certo;

-eu tenho um azar danado;

-o mundo está contra mim;

-Deus me abandonou;

-estou muito gorda;

-sou burro mesmo;

-É sinal de que o diálogo foi interrompido. Você não está ouvindo o outro lado de você mesmo.

A voz da confiança, da resiliência, da generosidade, do otimismo – a voz que vem lá de dentro se calou.

Aprenda a gostar de si próprio.

Restabelecendo o diálogo com você mesmo.

Passe adiante.

Beco

2 Comentários

Ester Jonas Fritsche

about 7 anos ago

Belíssimo texto. Parabéns ao autor!

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta