Generosidade – oxitocina – saúde.

Um tema badaladíssimo hoje em dia é a substância oxitocina, dito o hormônio do amor, ou o hormônio da generosidade, ou mesmo o hormônio do relacionamento. Os seus efeitos no organismo humano são impressionantes.

O hormônio é produzido no hipotálamo, é transferido para a glândula pituitária que se encarrega de jogar para a corrente sanguínea. O artigo do My health News, apresenta 11 efeitos da oxitocina no nosso organismo que são os seguintes:

Relacionamentos:

1-Promove o vínculo no relacionamento. Os estudos mostraram que as mães com maiores níveis de oxitocina nos meses de gravidez e nos meses de maternidade, mostram maior vinculação com os bebês;

2-Solidifica os relacionamentos. Os estudos na Rússia e na Romênia mostraram que crianças apresentaram maiores níveis de oxitocina ao se relacionar com as mães, mesmo que elas sejam adotadas;

Estresse:

3-Reduz o estresse. Estudos feitos com animais, mostraram a redução do estresse após a injeção de oxitocina;

4-Cristaliza a memória emocional. Foi comprovado num experimento com homens que inalaram uma versão sintética do hormônio e amplificaram as memórias precoces da mãe;

5-iInduz o parto e a amamentação. Isso já é utilizado, por meio da versão sintética Pitocina (Pitocin), para induzir o parto e melhorar a capacidade de amamentação;

Sexo:

6-Melhora o apetite sexual. Foi comprovado em estudos em ratos, com a injeção de oxitocina, e é comprovado em amostragem com humanos antes e depois do ato sexual;

Uso de drogas:

7-Reduz a compulsão por drogas. Isso tem sido comprovado por vários estudos científicos;

Habilidade social:

8-Melhora a habilidade social. Comprovado em estudos feitos com autismo que melhoraram a sua habilidade social após a inalação de oxitocina,

9-Melhora a capacidade de se proteger. Estudos verificaram que assim como fortalece o sentido de grupo, melhora a capacidade de proteger o grupo contra ameaças, o que foi verificado em animais;

Sono:

10-Efeito calmante e melhoria do sono. Ela contrabalanceia os efeitos cortisol, permitindo que a pessoa reduza o estresse e adormeça;

Generosidade:

11-Finalmente, ele estimula a generosidade, e aí é o caso do ovo e da galinha, não se sabe ainda se a generosidade é que aumenta a oxitocina ou é ela que estimula a generosidade.

Pregamos muito a generosidade, procuramos passar para os nossos filhos o conceito maravilhoso de tal prática e sabemos o benefício que traz para nós mesmos.

Sabemos que aquele que doa, recebe mais que a pessoa que está recebendo.

Quando dizem que vai receber em dobro, é uma figura de linguagem, e na verdade a pessoa em ato generoso está usufruindo os benefícios durante o ato em si.

A doação é o ato generosidade no sentido amplo, cuidar, ter maior cuidado com o outro, dar mais atenção, assim como dar bens materiais, inclusive dinheiro.

Concluindo, a generosidade faz bem para o espirito, bem como para a saúde física e emocional.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta