Feliz no trabalho.

Queremos ser feliz especialmente no trabalho. É sempre bom explorar esse aspecto, afinal todos nós nos dedicamos a algum trabalho produtivo.

Ouvimos sempre as histórias maravilhosas dos ambientes de trabalho na Google na Yahoo e outras companhias modernas, com muito entretenimento e muita liberdade nos costumes, horários e tarefas.

Mas a realidade da maioria de nós é diferente. O horário costuma ser bastante inflexível, o trajeto casa-trabalho é sempre um estresse, e as tarefas e o ambiente nem sempre é o que idealizamos.

Uma escolha:

Mas podemos sim, escolher ser feliz no trabalho.

Algumas recomendações que sempre funcionaram para mim:

-Relacione as tarefas, atividades e desafios que te motivam, e procure se movimentar na direção delas, se candidate para vagas internas, se ofereça para participar e ajudar.

-Identifique as pessoas com quem pode se relacionar com proximidade destacada, e faça o seu network. Muitas pessoas encontram seus parceiros no ambiente de trabalho, e isso pode acontecer contigo.

-Procure saber o que está acontecendo no trabalho, se atualize e aumente o seu campo de participação.

-Assuma a responsabilidade sobre as tarefas e consequentemente sobre as realizações, assuma o mérito do que você faz.

-Procure fazer aquilo que gosta muito de fazer, aquilo que poderia fazer todos os dias, sem tédio, sem perda de ânimo.

-Assuma a sua responsabilidade sobre o seu desenvolvimento pessoal, corra atrás das oportunidades.

-Assuma os compromissos que você consegue concluir. Não fique mal na fotografia.

-Não jogue contra. Esteja sempre do lado da solução.

-Cuide de sua reputação.

Ao final, aquilo que você faz no trabalho, a sua escolha profissional tem que fazer sentido para você.

Ainda assim, se nada funcionar, você cumpriu com o seu papel, ficou bem com sua empresa, está de consciência limpa e sempre pode procurar outro trabalho.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta