Faça uma viagem nas suas lembranças.

Desenvolva a capacidade para se transportar para situações agradáveis do passado, um passeio de barco, uma paisagem exuberante, o frio agradável das montanhas.

Isso pode te ajudar quando precisar de um relaxamento.

A memória é como um bordado glamoroso. Toda vez que percorremos a memória por esse bordado, é como se tirássemos a poeira, reparássemos um fio solto, de forma a mantê-lo sempre do jeito que gostamos de vê-lo.

As boas memórias são coisas que não queremos perder nunca.

Imagine se pudéssemos voltar no tempo exatamente naquele tempo, naquele lugar, e desfrutar mais um pouquinho daquilo que se tornou inesquecível?

No fundo, quando rememoramos, fazemos quase isso por alguns momentos. Faça essa viagem de volta aos seus bons tempos – uma viagem nas suas lembranças.

Outra maneira de manter pavimentado esse caminho das lembranças é cultivá-lo com a ajuda dos amigos e familiares que compartilharam cada momento.

Outro dia, com a visita do meu tio que mora no exterior, pudemos usufruir dessa experiência maravilhosa.

Ele trouxe o seu álbum de fotografias, com fotos da sua juventude, onde pude me reconhecer garoto, compartilhando momentos fantásticos.

Foi como se estivéssemos cuidando carinhosamente daqueles momentos para que nunca viéssemos a perdê-los.

É certo que aqueles que vivem uma vida plena terão muitos bons momentos a recordar.

Gretchen Rubin, postou recentemente recomendações interessantes para suas lembranças: be a treasure house of happy memories – seja você mesmo uma casa de memórias alegres.

Ela mostra no vídeo a caixa que ela usa para colocar as lembranças do filhos, e eu acho muito interessante, especialmente para aqueles com filhos pequenos. É uma boa maneira de organizar, acessar, recordar e usufruir mais ainda dos bons momentos da vida.

Passe adiante.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked