Eu tenho escolhas.

Não estamos de mãos atadas, podemos escolher a vida que queremos levar.

Ser feliz é uma escolha, e seria um desperdício não optar por ela.

Mas não é tão fácil como escolher um vestido ou um carro novo, é preciso dedicação e trabalho diário, um passo de cada vez.

Escolher ser feliz implica em abandonar velhos hábitos negativos como a inveja, as comparações, a ganância dentre tantos outros.

O caminho da felicidade exige que deixemos para traz tantos julgamentos e tanta crítica que fazemos dos outros.

Negatividade:

Fofocas, comentários maldosos e cascas de banana no trajeto dos outros, nem pensar.

Ainda há uma porção de coisas que temos que desenvolver.

A tolerância e aceitação especialmente quando tratamos dos outros.

A gentileza e generosidade com os outros e consigo próprio.

Goste de si mesmo e se trate bem. Não se culpe nem se recrimine por coisas sem importância.

Se quisermos achar defeitos nos outros e em si próprio, vamos nos ocupar todas as 24 horas do dia e vai nos faltar tempo.

É por estas razões, outras tantas que cada um é capaz de imaginar, que somos infelizes.

Perigo do caminho mais fácil:

Escolhemos o caminho mais fácil, e por incrível que pareça, é o da infelicidade.

Nos deixamos levar pelas comparações, o carro do vizinho, a casa nova do amigo, o emprego fantástico do familiar, fonte certa de infelicidade.

Nos fazemos prisioneiros das assombrações do passado e refém das preocupações do futuro assustador que nem vai acontecer.

Aproveite o que a vida lhe proporciona agora. Não arrume nenhuma desculpa para ser feliz, mesmo com tantas atribulações.

Somos felizes enquanto resolvemos nossos problemas, nossos conflitos e corremos atrás do prejuízo.

O cenário usual para a felicidade não é com céu de brigadeiro.

Muito pelo contrário, a vida é cheia de raios e trovões, e temos que aprender a lidar com eles, faz parte do nosso crescimento e do florescer para uma vida feliz.

R.S. Beco

2 Comentários

lilas666

about 4 anos ago

Republicou isso em Cosmopolitan Girl.

Responder

Pam

about 4 anos ago

Muito bom texto,eu realmente precisava ouvir isso.

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta