Eu me lembro desse momento.

Leitura debaixo do cedro

Aprendi com Carolyn Rubenstein que devemos sempre ter a atitude e a capacidade de mudar uma situação ruim numa situação boa.

Numa analogia com a moeda, ela diz que a moeda foi lançada e caiu na coroa. Você pode ficar estagnado olhando o resultado negativo, ou tomar a atitude de virar a moeda para o lado da cara, e você sempre pode fazer isso. Você pode mudar a situação para melhor.

Carolyn escreveu o livro Perseverance (perseverança) que conta a história de crianças que padecem de câncer. Ela conta como várias delas dão a volta por cima.

Ela utiliza um recurso para si mesmo que achei fantástico.

No meio das coisas para fazer, em meio a bagunça da escrivaninha, há uma fotografia de um momento alegre em família. Ela colou na fotografia a seguinte mensagem:”eu me lembro desse momento”.

Eu gosto muito de fotografias, e muitas delas registram para sempre um momento mágico.

Temos que lançar mão de vários recursos para nos lançar para aquilo de bom que é a nossa vida.

Fotografia:

A exemplo do truque da fotografia de Carolyn, devemos nos lançar de volta para aquele momento mágico registrado na fotografia.

A vida é abundante, mas às vezes nos esquecemos disso.

É muito fácil ficarmos atolados nas coisas por fazer, e agora mesmo observo a minha mesa repleta de papéis, tarefas, recados e coisas por fazer.

Levantar o olhar e mirar uma fotografia com aquela mensagem, é algo maravilhoso – devemos praticar.

Lembranças:

Já comentei aqui, que a vida não é o que vivemos, mas o que lembramos que vivemos – temos que relembrar.

A foto captou um momento de leitura recostado na minha árvore favorita, um cedro com a minha idade, na fazenda de minha irmã.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta