Esteja próximo dos familiares

Esteja próximo dos familiares

Não se afaste dos seus familiares. É o seu primeiro núcleo social e deve ser preservado por toda vida.

Os adultos cuidam dos pequenos, os jovens cuidam dos idosos, e todos podem exercitar a bondade, a generosidade e o pertencimento ainda dentro de casa.

Tenha os familiares por perto, vai trazer conforto e a ajuda quando precisar. A possibilidade de poder contar com eles quando precisar já vai te deixar mais tranqüilo.

Isso não quer dizer exatamente a proximidade geográfica. Mesmo morando em outra cidade, ou mesmo longe, tenha-os em contato. Dê notícias e busque notícias deles.

Não descole, mantenha a proximidade, valorize a agregação familiar.

Nos raros encontros, aproveite ao máximo. Tire muitas fotos, divulgue, compartilhe.

Histórias que contamos:

Conte histórias, relembre outras tantas, e ajude os demais a se lembrar dos momentos mágicos de reunião familiar. Os idosos – ajudem os jovens a conhecer a história da família. Os jovens – respeite os mais velhos e valorize a história da sua família, que é a sua própria história.

Mande presentes, escreva cartas, Emails, mensagens.

Chame-os ao telefone. Demonstre apreço. Receba bem os novos integrantes. Festeje os momentos importantes dos membros da família. Esteja junto nos momentos difíceis.

A rotina moderna e a mobilidade afastaram geograficamente as pessoas. Temos que usar a criatividade para manter os laços atados. Esteja atualizado sobre as coisas que acontecem com todos.

Sei que o ambiente familiar é também a arena de muitas discórdias, fofocas e maldizeres, mas temos que limpar isso tudo, deixar ir as coisas ruins do passado, viver sem ressentimentos, raiva ou culpa.

Ninguém é perfeito e temos que aceitar as pessoas como são, sem querer modificá-las ou enquadrá-las aos nossos padrões – até parece que somos perfeitos.

Releve as pequenas coisas e faça vistas grossas para pequenas discórdias. Não amplifique aquilo que deve simplesmente ser esquecido, sublimado.

A família nos ensina as primeiras lições sobre o pertencimento. É o porto seguro quando buscamos a segurança, e a plantação onde plantamos e colhemos os valores, as tradições e o legado.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked