Estamos no mesmo barco.

Estamos juntos nessa jornada, e tenho que ter em mente que o meu crescimento pessoal se dá com os outros. Conto com a ajuda de outros, da mesma forma que procuro ajudar sempre que posso.

Não tenho todas as respostas, e ter a mente aberta para aprender sempre, com qualquer pessoa, em qualquer circunstância é importante na minha jornada.

Quero ficar sempre vigilante para não dar uma de sabichão, dono de todas as respostas, pois aí, terei parado de aprender.

É importante compreender que estamos todos no mesmo barco, e ninguém tira vantagem do outro sem algum prejuízo um pouco mais adiante. Vamos evoluir todos juntos. Vamos crescer e nos completar, todos juntos.

Isolamento:

Quem acha que pode viver sozinho, deve se imaginar morando isolado numa caverna para se dar conta que ninguém sobrevive se não puder contar com a ajuda e interação com outras pessoas.

Gosto de estar com os outros, ajudar e ser ajudado. Hoje sei que me completo com os outros, e não posso me isolar.

Estamos todos em busca da felicidade. Sabemos que é uma questão de apreciar e saborear o trajeto e nem tanto almejar o destino, e nesse trajeto estamos como todo mundo, ninguém é diferente nesse aspecto.

Podemos mesmo ter a percepção de que um outro esta acima, ou abaixo, e isso acontece numa fração de tempo. Assim como a impressão de que estamos em embarcação diferente, quem está na proa está subindo e quem está na popa está descendo, mas é só uma percepção estreita – estamos no mesmo barco.

Não faz nenhum sentido ficar se comparando com aquele que está do seu lado, estamos no mesmo processo de crescimento e aprendizagem.

Temos que nos preocupar em melhorar o lugar onde estamos, deixar alguma coisa boa.

Muito individualismo nos isola, mesmo em meio à multidão. Nos faz indesejáveis mesmo entre amigos.

Uns contra, outros a favor, é só uma ilusão. Deixe de lado tanto julgamento, e não sinta tanta ansiedade para estar certo.

Seja leve com os outros, se dê bem, e se trate bem. Encontre sempre algo bom nas pessoas.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta