Equilibre sua vida pessoal e profissional.

Não é preciso fazer mudanças radicais. Cuide mais dos seus projetos pessoais, dos seus desejos, da sua satisfação, e dos seus sonhos.

O consultor Nigel Marsh afirma que a nossa felicidade e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional são muito importantes para deixarmos na mão do nosso empregador.

Acreditamos que os horários flexíveis de trabalho ou a vestimenta mais informal na sexta feira podem resolver alguma coisa, mas estamos enganados. Certos trabalhos devem ser totalmente redesenhados, e alguns são até incompatíveis com uma família jovem.

Temos que ter responsabilidade pelo tipo de vida que escolhemos. Se não definirmos o tipo de vida que queremos, outros irão por nós, e podemos não gostar do resultado.

Se todas as pessoas investirem um pouco de energia nas coisas certas, podemos mudar os nossos relacionamentos e até a sociedade, pois o próprio conceito de sucesso será repensado.

Diz Marshque se queremos melhorar a sociedade, temos que desenvolver um debate honesto, pois sabemos que o governo e as instituições não irão resolver o nosso problema.

Temos que definir um horizonte de tempo para decidir sobre o equilíbrio da vida pessoal e profissional, e abordá-lo de maneira equilibrada. As coisas não acontecem da noite para o dia, mas não devemos cair na armadilha de planejar para ser feliz depois que se aposentar.

Quando os filhos crescerem e deixarem a casa, é provável que a esposa já tenha se divorciado de mim e a minha saúde esteja precária. A vida é curta e devemos levar isso em conta.

Se buscamos uma academia de ginástica para cuidar do vigor físico até para poder agüentar 10 horas diárias de trabalho, não estaremos conseguindo o equilíbrio pois há mais aspectos da vida que podem estar sendo desprezadas.

Quando decidimos casar com o nosso trabalho, devemos considerar o estresse, o distanciamento dos amigos, a eventual negligência com a família e ainda as decepções com o empregador, pois a expectativa por tanta entrega pode não ser atendida.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta