Em sintonia com o mundo

Tenho que entrar em sintonia com o mundo que me cerca.

Não faça as coisas automaticamente, perceba plenamente cada atividade que está por realizar, e entre em harmonia, e assim você evitará erros, acidentes e contratempos.

Incorpore um estado mental em paz com o mundo, não conflite, não agrida e procure as soluções, ao invés de se concentrar excessivamente nos erros e nos problemas.

Procure a paz dentro de si mesmo para irradiar e contagiar as pessoas que te cercam.

Faça sempre o bem:

Não faça mal, não pense o mal, e isso não quer dizer dar uma de ingênuo, crédulo ou cego. Quando nos sintonizamos com o bem, e com o bem que vamos conviver.

Perceba o sol nascendo, a brisa soprando e as pessoas sorrindo.

Há um entendimento inadequado quanto à mente positiva. Pensar deliberadamente e forçosamente no positivo não vai trazer benefícios. É preciso sentir isso dentro de si, fazer naturalmente, exalar de dentro tudo de bom que está acontecendo.

Não se deixe diminuir nem se fazer de capacho. Goste de si mesmo e se valorize, e desse modo vai valorizar os outros com mais naturalidade.

Aumente o seu círculo de afeição. Se conecte com mais pessoas de maneira real, se encontrando fisicamente, conversando frente a frente. Como dizia Madre Tereza, vivemos num círculo familiar muito pequeno, temos que expandi-lo.

Aceite as pessoas como são, ame, admire, conviva em paz.

Aceite o mundo como ele é assumindo a responsabilidade de mudar aquilo que está ao seu alcance.

Não queira mudar as pessoas para que se encaixem no seu padrão ideal. Primeiro de tudo, as pessoas são individualidade assim como você, e você não gostaria que outros quisessem te enquadrar. E ainda, esqueça essa ideia de que você sabe o que é bom para os outros, e que você tem o modelo ideal de pessoa.

Viva bem com tudo que aí está, e você vai tirar maior proveito da sua vida.                                          R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta