É hoje, é agora.

A mensagem deste mês é se concentrar no momento presente.

Já comentei aqui sobre o paralelo entre a nossa vida e uma ampulheta que mede o tempo.

A areia que passou pelo gargalo não vai voltar.

Os milhares de grão que ainda passarão, assim o farão na hora certa.

Obsessão:

Podemos ficar obcecados com as coisas do passado ou preocupados com as possibilidades do futuro.

Mas a vida acontece exatamente agora, neste momento, como a areia que passa no gargalo. O gargalo é hoje, é agora.

Perder a beleza do momento é perder a beleza da vida.

Deixemos de lado a culpa e os ressentimos do passado e também as preocupações com as coisas que não irão acontecer.

Aproveitemos o caminho, a jornada, evitando os padrões repetitivos do pensamento, a ruminação.

Não perca a vida enquanto ela acontece exatamente agora.

Futuro – uma ficção:

O futuro é uma ficção em grande parte. A maior parte daquilo que imaginamos não vai acontecer, sejam boas ou ruins.

Mesmo as grandes realizações que planejamos pode não chegar ao gargalo da nossa ampulheta, pois o jogo da vida pode terminar antes disso.

O passado, por outro lado, pode representar uma bola de ferro atada aos nossos pés. Um peso enorme de culpa, arrependimentos e ressentimentos.

Nem tudo acontece de acordo com os nossos mais puros desejos. Assim é a vida.

Vamos agora fazer juntos um exercício.

Retire as mãos do teclado e do mouse, repouse as mãos no abdome. Respire fundo e compassadamente, sentindo o ar entrar e sair devagarzinho. Aproveite bem este exato momento.

Beco

1 Comentário

marcia

about 5 anos ago

Beco, obrigada pelos ótimos textos, eles tem sido um resgate diário de alguém que como você expressava nas palavras os sentimentos, pensamentos, dia a dia do ser humano. Seus textos me remetem a pensamentos que ficaram adormecidos.Aos poucos estou reencontrando meu caminho. Continue sempre esse ser iluminado pelo Criador de nossas vidas! PS: Conheci seu blog, em uma madrugada que achei que nada mais valia a pena. Obrigada!!!

Responder

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta