Diga sim à vida.

Dizer sim a vida, é assumir o poder que cada um tem dentro de si.

Não é o poder de dominar ou conquistar coisas, mas de assumir o controle da sua própria vida.

Quando dizemos sim, afastamos o não que nos limita. Afastamos o medo que nos impede de prosseguir.

Dizer sim é se abrir para os caminhos, enxergar as oportunidades.

Crescimento:

Quando tiramos as amarras do nosso crescimento, sentimos o alivio, a liberdade, sentimos imediatamente que estamos crescendo, nos tornando uma pessoa melhor.

Afastamos o perfeccionismo e o medo de errar, e assim assumimos o risco de viver, o risco de tentar, aprender e prosperar.

Quando dizemos sim à vida, as oportunidades surgem de todas as direções, e sentimos como se os sonhos estivessem se realizando.

O que é isso?

Na verdade, tiramos é a venda dos olhos. Passamos a enxergar o que estava exatamente ali, na nossa frente.

Capacidade:

A nossa capacidade de realizar estava sempre dentro de nós.

Os amigos para nos acompanhar na nossa jornada estavam sempre ali.

Os familiares para nos ajudar quando mais precisamos também sempre estiveram ali.

O mundo, a beleza, as flores, os pássaros, estavam todos ali, e nós não enxergávamos, pois estávamos vendados.

Quando dizemos não, nos enfiamos num beco sem saída.

Quando dizemos sim, nos enveredamos por uma avenida cheia de possibilidades.

Sentido da vida:

Como nos ensinou Viktor Frankl no livro – Em Busca de Sentido: dizer sim à vida é encontrar sentido, mesmo na penúria e no sofrimento.

Dizer sim à vida, é dizer também, não para as coisas que nos limitam, os vícios, as dependências materiais, as manias e os defeitos de caráter.

Dizer sim é permitir que o bem possa trabalhar a seu favor.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta