Deus que olha por mim.

Uma pequena estorinha contada por Elizabeth Chaney em 1859.

Disse o pintarroxo ao pardal.

“Eu realmente gostaria de saber por que esses humanos estão sempre correndo, ansiosos e preocupados.”

Disse o pardal ao pintarroxo.

“Amigo, eu acho que é porque eles não têm um PAI CELESTIAL como o que cuida de mim e de você.”

O dia agitado e corrido, por vezes, nos faz esquecer que temos uma Força Superior que atua onde nós não podemos, que controla o que não controlamos, que não nos abandona mesmo quando nos sentimos abandonados.

O Deus da sua crença está olhando por você assim como no comentário do pardal na estorinha de Elizabeth Chaney.

É possível acreditar em algo Superior, mesmo sem qualquer visão ou evidência objetiva, simplesmente enxergando o quando pequeno somos nesse imenso universo que nos acolhe.

Em 1968, os astronautas da Apolo 8, em rede nacional, ao amanhecer lunar, se revezaram na leitura do livro de Genesis: ..e no princípio Deus criou os céus a terra…

Quando a desesperança nos assola, é quase natural abrirmos as mãos para receber a ajuda de uma Força Superior.

Eu acompanhei pela televisão o resgate dos mineiros no Chile.

A fé que cada um depositou no seu Deus e a confiança de que ELE iluminaria as ações daqueles que estavam no seu resgate, deu-lhes a serenidade para aguardar a ajuda, totalmente fora do seu controle.

Eu tenho um Deus que olha por mim. Você tem um também.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta