Deseje o bem.

Deseje sempre o bem das pessoas. Mesmo que algum pensamento negativo domine o seu sentimento acerca de uma determinada pessoa, experimente desejar-lhe o bem.

É muito fácil ser pego pela negatividade, desejando o mal, ruminando pensamentos negativos sobre outras pessoas. Atritos muito pequenos no nosso cotidiano, uma fechada no trânsito, uma resposta atravessada no supermercado e já enveredamos por um rosário de maus pensamentos.

A primeira coisa que temos que fazer é contar até dez e deixar que a razão controle a nossa emoção que vê ameaças nas mínimas coisas.

Depois, pense em uma maneira produtiva de responder ao evento, e aceite adotar uma reação positiva ou neutra.

E finalmente, deseje o bem para a outra pessoa, mesmo que a vontade seja de agredir, revidar ou praguejar.

Não é preciso expressar o seu desejo vocalmente, e nem é preciso que a outra pessoa tome conhecimento.

Simplesmente deseje o bem:

Simplesmente deseje, faça em pensamento, e vai ver que isso te faz bem, te traz um bem estar.

Pensamentos negativos e a negatividade fazem muito mal a nós mesmos, e temos que utilizar esses artifícios para evitar e eliminar.

Não digo com isso que devemos se mostrar resignados com maus tratos ou agressões. Simplesmente escolha a sua atitude e comportamento, e não se deixe comandar pelo calor da emoção.

Reagir de maneira neutra já é alguma coisa, e para quem tem dificuldades em controlar a emoção, comece neutro.

Quando reagimos de maneira imediata, tipo bateu levou, estamos na verdade sendo manipulados pelos outros que já conhecem a nossa reação. Temos que evitar essa manipulação.

Se deixe contagiar pela positividade, deseje o bem das pessoas, mesmo que não as conheça, e mesma que nenhuma interação tenha ocorrido.

Simplesmente deseje o bem de todos que te cercam, e experimente o conforto e bem estar resultante para si mesmo.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta