Deixe as desculpas de lado

Não invente coisas para sabotar a si mesmo, e não coloque cascas de banana no seu próprio caminho.

Temos o hábito nocivo de inventar desculpas para justificar a nossa procrastinação, estagnação e negligência com os nossos próprios projetos.

Desculpas são os tijolos que constroem o fracasso. Colocamos uma a uma, empilhadas e acabam formando uma parede intransponível, e no final, nem nós mesmos acreditamos que vamos conseguir.

Pare de inventar, justificar e coloque a sua energia no caminho da realização, da consecução dos projetos.

A vida é uma só – os dias são longos, mas os anos são curtos.

Afaste a negatividade:

Quando você se der conta de que está inventando uma desculpa, pare e refaça o pensamento. Olhe para um ponto positivo, algo que sirva como alavanca para te colocar em movimento, algo que te tire do negativismo.

As desculpas servem de ingredientes para desistir. Procure os ingredientes para continuar, para perseverar.

Olhe para as suas capacidades e habilidades. Reflita sobre tudo que já conseguiu, os projetos que já concluiu.

Mergulhe fundo na sua história e não se deixe enganar pelo verniz das dificuldades e não se deixe amedrontar. A vida é dura sim, mas a sua capacidade precisa ser colocada à prova todos os dias.

Assuma um compromisso consigo mesmo de descobrir uma nova possibilidade para cada desculpa que aparecer na sua mente.

Se você está estagnado, se imaginando numa enrascada, é porque não está convencido de que deve agir, fazer o que tem que ser feito. Trabalhe o seu plano de ação e se convença de que é factível, e que você é capaz.

Desconstrua o medo, o receio de que não vai dar certo. Seja honesto na sua avaliação, e não seja você mesmo o seu pior juiz.

Os pensamentos são o princípio de tudo, e a qualidade dos pensamentos define o poder de suas ações. Não se deixe levar pela negatividade e o pessimismo.

A vida é possível e o mundo é abundante em oportunidades que podem muito bem estar debaixo do seu nariz.

Olhe com bons olhos, afinal, é a sua vida.                                                                                      Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked