Dê conta do recado.

Sinta que está fazendo o que tem que ser feito.

Estabeleça metas factíveis, trabalhe a seu favor e nunca para se boicotar.

Não se julgue o redentor, nem sempre você vai salvar a lavoura ou reverter uma causa irremediável.

É prático ser prático, e é bom ser objetivo.

Conhecer as suas próprias capacidades é muito importante para não se frustrar e não frustrar os outros.

Capacidade:

Nada como ver uma tarefa complexa ser finalizada com a nossa valiosa contribuição.

Tenha uma real noção do impacto que você causa nos processos e nos resultados.

Assuma aquilo que tem que ser feito.

Assuma a sua parte, a sua responsabilidade.

Vivemos todos os dias com uma lista de atividades, e isso se repete dia após dia. Mãos à obra e faça bem feito e faça a diferença.

E mais do que qualquer coisa, faça as coisas que realmente te faz feliz. Deixe de lado aquela esteira hedônica do consumismo.

Coisas positivas:

Focalize nas coisas positivas em tudo que você faz.

As nossas atividades e tarefas são repletas de recompensas, sejam imediatas ou adiadas. Preste bastante atenção para descobri-las.

Dê conta do recado principalmente nos relacionamentos. Não descuide, e cuide bem das relações com as pessoas que ama.

Faça a sua parte. Não faça corpo mole.

Se solte um pouco no trabalho e solte um pouco os outros também.

Basta de querer controlar todo mundo.

Dê liberdade e vai se sentir liberto também.

No meio da correria, encontre um espaço para experimentar a paz.

Fique bem, fique em paz, e faça o que tem que ser feito.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta