Dá um tempo.

Às vezes é exatamente o que estamos precisando, parar por um momento.

E daí? Paramos e fazemos o que?

Experimente abrir na internet o site: do nothing

Permaneça por dois minutos sem fazer nada. No começo vai te parecer uma eternidade, mas depois você percebe que é uma pausa valiosa.

Depois você entra no site do CALM,  e aproveita as paisagens e o som da tranquilidade. Você pode utilizar as imagens do CALM ou outro qualquer que te dê tranquilidade por 2 minutos. Vale à pena tentar.

Correria do cotidiano:

A vida é uma correria, sabemos todos.

Nem bem atacamos a primeira prioridade e a nossa lista cresce a olhos vistos.

Ainda tem os itens inesperados, o carro quebrado, a secretaria que não veio trabalhar, o voo que se atrasou e tantos outros contratempos. Não devemos nos estressar, ainda que sejamos bombardeados por tudo isso.

Temos que ter a capacidade de mergulhar por uns minutos na tranquilidade, deixando a respiração e a pulsação voltarem ao normal.

Assim que o corpo atinge a calma, a mente também é convidada a serenar.

Eu não tenho tempo para me acalmar. Aí mesmo é que eu preciso praticar.

Pratique todos os dias, nem que seja um minuto ou 15 segundos. A pratica torna isso mais habitual, e você vai sentir os efeitos rapidamente.

Serenidade:

E o que fazemos quando atingimos a serenidade, a calma?

Nesse momento, você vai perceber que a mente consegue perceber as coisas com mais realidade.

Os problemas ficam mais claros, e as soluções começam a aparecer.

Em meio ao estresse, ficamos agitados, correndo atrás do rabo e imaginamos que estamos focalizando o problema, mas na verdade estou é concentrado no próprio estresse.

Ao me acalmar, uma das primeiras coisas que percebo é que as minhas alternativas, opções e escolhas se tornam menos aterrorizantes.

Muito pelo contrário, enxergo oportunidades para todo lado.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta