Dá um tempo.

Às vezes é exatamente o que estamos precisando, parar por um momento.

E daí? Paramos e fazemos o que?

Experimente abrir na internet o site: do nothing

Permaneça por dois minutos sem fazer nada. No começo vai te parecer uma eternidade, mas depois você percebe que é uma pausa valiosa.

Depois você entra no site do CALM,  e aproveita as paisagens e o som da tranquilidade. Você pode utilizar as imagens do CALM ou outro qualquer que te dê tranquilidade por 2 minutos. Vale à pena tentar.

Correria do cotidiano:

A vida é uma correria, sabemos todos.

Nem bem atacamos a primeira prioridade e a nossa lista cresce a olhos vistos.

Ainda tem os itens inesperados, o carro quebrado, a secretaria que não veio trabalhar, o voo que se atrasou e tantos outros contratempos. Não devemos nos estressar, ainda que sejamos bombardeados por tudo isso.

Temos que ter a capacidade de mergulhar por uns minutos na tranquilidade, deixando a respiração e a pulsação voltarem ao normal.

Assim que o corpo atinge a calma, a mente também é convidada a serenar.

Eu não tenho tempo para me acalmar. Aí mesmo é que eu preciso praticar.

Pratique todos os dias, nem que seja um minuto ou 15 segundos. A pratica torna isso mais habitual, e você vai sentir os efeitos rapidamente.

Serenidade:

E o que fazemos quando atingimos a serenidade, a calma?

Nesse momento, você vai perceber que a mente consegue perceber as coisas com mais realidade.

Os problemas ficam mais claros, e as soluções começam a aparecer.

Em meio ao estresse, ficamos agitados, correndo atrás do rabo e imaginamos que estamos focalizando o problema, mas na verdade estou é concentrado no próprio estresse.

Ao me acalmar, uma das primeiras coisas que percebo é que as minhas alternativas, opções e escolhas se tornam menos aterrorizantes.

Muito pelo contrário, enxergo oportunidades para todo lado.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked