Da boca pra fora

Da boca pra fora

Não diga as coisas da boca pra fora.

Se você não acredita nisso, não repita. Não diga por aí o que você não pensa.

Evite dizer da boca para fora, dizer por dizer.

Dizem que quem fala demais dá bom dia a cavalo, e falar uma coisa e pensar outra é ruim para a sua imagem e para você mesmo.

Procure dizer o que é realmente é a sua convicção, o que pensa, o que sente.

Sabemos que muita sinceridade também traz problemas, mas ser verdadeiro naquilo que diz tem muitas vantagens.

Há sempre uma maneira educada de se dizer a verdade, sem exageros, sem ofensas e com tranqüilidade.

Quando somos verdadeiros, as outras pessoas nos tomam como pessoas confiáveis, o que contribui para a construção de relações sólidas.

Da boca para fora:

Quem fala muito da boca para fora acaba com um rótulo de pessoa não confiável, e os outros ficarão sempre na dúvida se você realmente quis dizer o que disse.

Se a situação for embaraçosa, e você não puder dizer o que pensa, é melhor não dizer nada.

Não temos que ter uma resposta para tudo, nem para concordar, nem mesmo para discordar.

Não faça ameaças, nem rebata imediatamente aquilo que toca forte na sua emoção.

O nosso cérebro emocional é mais rápido para responder e muitas vezes, com a cabeça fria, acabamos nos arrependendo do que dissemos.

Podemos nos render à tentação de agradar aos outros, dizendo o que querem que digamos, fazendo de conta que pensamos o que querem que pensemos. Mas isso é uma casca dissimulada e falsa que acaba se desfazendo com o tempo. Não ganhamos nada com essa falsidade, dita da boca pra fora.

Somos reflexo daquilo que pensamos, julgamos e sentimos, e quando falsificamos tudo isso colocando da boca pra fora uma figura que não condiz com a pessoa que realmente somos, sofremos as consequências de tantas mentiras.

Seja verdadeiro, e especialmente da boca pra fora.                                                                                                                                                                        Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta