Curar velhas feridas é um trabalho para a vida toda.

Somos sempre assombrados pelas feridas que não cicatrizaram.

Elas afetam o nosso julgamento e criam crenças específicas e prejudiciais – eu não vou conseguir – as pessoas vão me ferir.

Importante atacar de frente, pois curar as velhas feridas do passado é um trabalho para a vida toda.

Como diz Deepak Chopra, muitos gostariam de tomar uma aspirina emocional e se livrar das dores do passado, mas tal panacéia não existe.

Devemos permitir que as feridas se fechem, deixando apenas uma pequena marca, o sinal do nosso aprendizado.

Comece por pequenas coisas, deixando as grandes para quando você estiver mais fortalecido. Por exemplo, comece pela vergonha que ainda sente de situações que você vivenciou. Qual é o benefício de se sentir envergonhado toda a vez que se lembra de coisas passadas? Nenhum.

– Faça um diálogo consigo mesmo, repassando a história que você conta para si mesmo sobre essa coisa.

– Se pergunte se alguma lição pode ser tirada do incidente.

-Olhe para si mesmo com compaixão e amor.

Aprenda com o tempo a expressar um sorriso de si mesmo, assim como uma zombaria. Aprenda a achar graça de si mesmo. Pegue leve consigo mesmo. Aprenda a dar leveza às coisas, mesmo que negativas.

É da natureza humana, olhar com mais serenidade as dores do passado, e você deve deixar que isso se processe dentro de si.

No momento em que o evento acontece, achamos que vamos morrer. Mas como o tempo é o melhor remédio, tudo deixa de ter tanta importância quando nos distanciamos.

Devemos deixar o tempo dar conta do recado, e por isso,não devemos nos apegar tanto às dores do passado.

Lembre-se que essas feridas estão, em grande parte, apenas na sua memória. Podemos dizer que são feridas da memória.

Deixe ir e deixe a memória se aliviar dessa carga.

Sinta as emoções fluindo mais naturalmente.

Sinta que recobrou a capacidade de amar.

Sinta a serenidade tomar conta de si.

O perdão é um remédio fantástico – exercite.

Aceitar a realidade é também uma maneira de se desapegar das dores do passado.

Devemos olhar o passado com compaixão de si mesmo, com honestidade e generosidade.

Permita que os reveses do passado sejam um impulso para um futuro melhor. Aprenda a lição.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta