Coração aberto para ajudas.

A ajuda pode vir de onde menos se espera. Esteja aberto para receber ajuda, mesmo quando é inesperada.

Deixe de lado a prepotência e peça ajuda quando julgar que é muita areia para seu caminhãozinho. A vida não é fácil, e não raro nos sentimos desamparados e enfraquecidos.

Admita que você merece o bem que está por receber.

Não pense que está incomodando. As pessoas oferecem ajuda quando estão em condições de ajudar.

Não pense que você faz melhor que qualquer outro – uma ajuda pode melhorar o resultado de qualquer coisa.

Diminua esse seu orgulho (negativo) e aceite humildemente a ajuda que te oferecem.

É interessante como temos uma resposta pronta para quando nos oferecem ajuda – não muito obrigado – blah, blah blah.

Às vezes estamos realmente precisando de ajuda, mas a resposta pronta vem à boca como um relâmpago.

Acho que tudo vem da educação e da forma como tradicionalmente levamos a vida.

Somos estimulados a ser independentes e auto-confiantes.

Aprendemos a não confiar que os outros façam, e fazer nós mesmos.

Pedir ajuda e aceitar ajuda é sinal de fraqueza.

Não devemos levar a coisa a ferro e fogo.

É bom sermos confiantes, mas contar com a ajuda dos amigos não vai nos enfraquecer.

Tem uma velha frase que já ouvi inúmeras vezes: toda vez que você observar uma tartaruga em cima de uma árvore, saiba que ela recebeu ajuda para chegar onde está.

Assim como a tartaruga, todos nós recebemos ajuda para chegar aonde chegamos.

Admitimos ou não – essa é a pura verdade.

A ajuda é ainda, um alimento emocional – sabemos que os outros se importam com a gente.

Mas lembre-se, ajuda só é efetiva quando oferecida de coração e recebida de coração.

Estabeleça essa conexão.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta