Continue no caminho.

Temos muitas dúvidas nesse caminho da vida. Somos apresentados a múltiplas escolhas e frequentemente ficamos confusos e receosos de que não estamos fazendo a escolha certa.

Depois disso, escolhemos um trajeto, um projeto, uma carreira. Ficamos impacientes vendo que os resultados imaginados desde o início demoram a aparecer.

Por vezes queremos chutar o pau da barraca e virar a mesa, mas temos que ter serenidade, pois quase nada aparece do dia para a noite. Os resultados vêm devagarinho, e temos que atentar para o progresso que estamos fazendo.

Outras opiniões:

Confira com outras pessoas, converse e procure colher outras opiniões. Muitas vezes estamos tão imersos no projeto, que a ansiedade nos impede de ver um avanço. Ficamos cegos para enxergar um novo tijolo na construção.

Se acreditamos no caminho, temos que manter o passo e se desligar um pouco e abrandar a ansiedade. Os resultados certamente aparecerão, e no final, vamos ficar confortados com as escolhas feitas.

O que acontece é que fazemos tudo direitinho e queremos usufruir dos resultados, mas a maior habilidade do homem é esperar pelos resultados futuros.

Vários experimentos conduzidos em reputadas universidades americanas, demonstraram que as crianças que foram capazes de demonstrar a capacidade de adiar a recompensa. Ou seja, esperar um pouco mais para ter um resultado melhor, se tornaram adultos mais completos e resilientes.

Paciência e persistência:

Temos que exercitar isso mesmo quando adultos. Praticar a paciência e caminhar um pouco mais até enxergar o horizonte depois daquela curva. Se o resultado não aparecer de pronto, persistir e caminhar um pouco mais, até passar aquele morro adiante e avistar o horizonte mais largo.

Um exemplo sempre citado que ilustra a persistência é a de Thomas Alva Edson, o inventor da lâmpada e de tantos outras maravilhas do mundo moderno. Contam que Edson, depois que concebeu a lâmpada, começou a testar os materiais que poderiam compor o coração da lâmpada, o filamento. Só conseguiu chegar no material adequado, depois de testar milhares de materiais, o que teria levado à desistência qualquer pesquisador comum.

Temos que nos manter com diligência no nosso caminho, pacientemente, até que os resultados apareçam.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta