Com muita sede ao pote

Com muita sede ao pote

Não vá com muita sede ao pote e não coloque muita vontade nas coisas.

Pode parecer um contra censo, pois é claro que se empenhar de coração nas coisas que faz, faz mais sentido e no final podemos ter melhores resultados. Mas devemos fazer isso com seletividade, nas coisas que realmente damos valor. Quando nos empenhamos desmesuradamente e generalizadamente, temos uma maior chance de nos decepcionarmos.

Quando se diz:  não vá com muita sede ao pote” que dizer que na ansiedade você pode derramar a água toda, ou mesmo deixar o pote cair e se quebrar.

Mas não é só isso, a ansiedade na busca pode embotar sua visão te limitando de apreciar a vida enquanto busca as coisas que ainda não tem.

Querer muito uma coisa pode levar também a não aceitação de resultados parciais e menores, e quando o resultado for atingido, a frustração pode impedir que esse resultado seja plenamente apreciado.

Uma empolgação exagerada pode te tornar míope para eventuais desvios errados no seu caminho.

Ansiedade:

A ânsia de fazer pode embutir um desejo por resultados imediatos, e também de perfeccionismo.

A insatisfação com os resultados e com a própria vida é, no final, um desastre.

Isso vale também para relacionamentos.

É preciso levar a vida com calma. Muitas frentes abertas é também maior chance para insucessos e frustrações.

Não dá pra fazer tudo. Não dá pra querer tudo.

Não podemos estar em dois lugares simultaneamente.

Dê uma pausa para respirar. Vá com calma. Se você não fez tudo hoje, saiba que amanhã você será brindado com outras 24 horas novinhas em folha. Faça o que tem que ser feito e aproveite os resultados.

É importante ter tranquilidade quando atingir o objetivo, aceitar o resultado com serenidade e usufruir o que conseguiu.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta