Colocando em perspectiva.

Colocando em perspectiva as circunstâqncias da sua vida, você deve fazer uma avaliação objetiva do que está bom e do que está ruim.

Pode piorar?

Pode melhorar?

Qual a melhor chance? Qual a situação mais provável?

Posso fazer algo a respeito?

Um plano de ação:

Uma vez identificada a situação mais provável, desenhe um plano de ação, e pare de fazer planos para a situação improvável.

Temos que colocar na real perspectiva as coisas que acontecem na nossa vida.

Há inúmeras coisas que são totalmente irrelevantes, mas nós acabamos dando um peso desproporcional, e consequentemente nos preocupamos além do necessário.

Os comportamentos que contribuem para nos tirar a perspectiva:

– reagir com exagero às ações e situações;

– fazer papel de mártir;

– muita pressa;

– críticas exageradas;

– muito julgamento;

É importante?

Afinal, pratos sujos são apenas pratos sujos. Não é o fim do mundo.

Um pequeno atraso no compromisso não tem que acabar em ruptura.

Tendemos a achar que tudo é um desrespeito, e queremos logo chutar o balde.

Andamos na correria, confusos entre a razão e a ilusão, entre o falso e o verdadeiro.

Se reduzirmos um pouco a velocidade vamos aliviar o coração.

Se adquirirmos a serenidade, vamos desfrutar da beleza do momento.

Devemos buscar um certo distanciamento dos problemas para assim enxergarmos as coisas na real perspectiva.

Quando queremos resolver tudo de uma vez, o problema nos sufoca, nos cega e nos incapacita.

Paradoxalmente, um desligamento nos permite ficarmos mais ligados aos problemas.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta