Vontade Posts

O remédio para os outros.

Wayne Dyer conta uma história interessante, de um indivíduo que vai ao médico por conta de alguns sintomas que podem indicar algum mal. O médico examina e logo começa a escrever as prescrições das medicações. O paciente, finalmente, pega as prescrições e diz, vou levar esta para minha esposa tomar, e esta outra para a minha sogra. Você não tem uma também para o meu vizinho?

Aquilo que parece não fazer sentido algum, é exatamente o que fazemos corriqueiramente.

Esperemos que os outros melhores para que eu fique melhor.

Quero que os outros mudem seus comportamentos. Não quero tomar os remédios que me foram prescritos, pois acho que eles servem como uma luva para outras pessoas.

Deseje ser uma pessoa melhor.

Queremos nos tornar uma pessoa melhor.

Isso leva tempo, honestidade, determinação e um profundo auto-conhecimento.

Mas o simples desejo de melhorar já é alguma coisa, e temos que cuidar bem desse desejo para que ele se desdobre, no futuro, em ações concretas.

Os pensamentos antecedem as ações, e é ali, na nossa mente e no coração, que tudo tem seu começo.

A página do obituário.

Você não precisa checar a página do obituário para saber que está vivo.

Se levante da cama, sinta o ar fresco da manhã encher os pulmões, dê graças por estar vivo e siga em frente.

O dia é maravilhoso e está apenas começando.

Disse Paulo Coelho:

Vale repetir o que disse Paulo Coelho sobre o que deseja que sejam os escritos em sua lápide: “Aqui jaz quem morreu vivo”.

Comenta o autor que muita gente pensa que está vivo, mas já morreu há tempos.

Temos que cair fora dessa via de zumbis, sem vontade própria, comandado pelo status, moda e poder.

Estar vivo é uma benção, e temos que nos dar conta disso todo momento.

A sabedoria não está em recitar a ciência ou a filosofia em quatro idiomas, mas reconhecer a riqueza e abundância da vida nos mínimos detalhes, gostar de si mesmo e perceber o próprio crescimento, um dia de cada vez.

Vivemos em comunidade e nos regozijamos com a presença dos outros, mas estamos aqui para servir, ser útil, ajudar e ser ajudado. Estabeleça uma rede rica de cooperação, empatia e compaixão.

Precisamos de proteção, e há momentos que isso se torna evidente. Proteja os outros, tome conta dos pequenos, e estimule os pequenos a tomar conta dos pequenininhos. Isso vai torna-los fortes e resilientes – seres completos.

Pense no propósito da sua vida, reflita sobre o significado, o que explica você estar vivo, acordar todo dia e ir para o trabalho.

Sias escolhas:

Não abra mão de suas escolhas, e isso é que nos diferencia dos animais. Podemos analisar, ponderar e decidir por conta própria.

As nossas escolhas podem eventualmente nos levar a caminhos tortuosos e terremos pantanosos (ex. hábitos tóxicos), mas temos a capacidade de dar meia volta e reassumir o controle de nossas vidas, e mais do que isso, o poder de viver sem arrependimentos.

Coloque o amor acima de tudo. Faça tudo com amor, mesmo as atividades mais cartesianas.

Olhe com bons olhos, generosos, e capazes de enxergar o bem e transmitir à mente um sinal de urgência de fazer o bem.

Cuide da saúde, repouse, e aprenda cada vez mais, a gostar de si mesmo.

R.S. Beco

Por um caminho tortuoso.

Ninguém está livre de errar a entrada e seguir por um caminho tortuoso.

Mas quando isso acontece, temos que ter a coragem para mudar de rumo.

Temos que ter a serenidade para voltar para o caminho seguro.

Não há nada de errado em pedir ajuda para sair dessa.

Não vou desanimar.

Não vou desanimar nunca. Sei que muitas coisas não dão certo mesmo e que a vida é de luta.

Muitas iniciativas fracassam, e a minha experiência não é diferente daquela de muita gente.

Mas no final tudo dá certo, e não posso desanimar.

Faça do desânimo um estado de espírito momentâneo.

Quando perceber ele tomando conta, estabeleça um prazo para ele ficar – por exemplo, um minuto.

Sabe de ti e te liberta.

Vivemos a vida dos outros, seguimos a turba, nos relacionamos com uma rede social sem identidade.

E a nossa vida, onde se encaixa?

Saber de si mesmo, conhecer o que queremos, o que nos move é fundamental.

Muitas vezes vivemos numa esteira hedônica sem sentido, e portanto, escravo num mundo que não é nosso, um mundo artificial.

Tentamos controlar a vida dos outros, impondo a nossa vontade, o nosso ponto de vista e o nosso julgamento, enquanto a nossa vida segue à deriva.

John Izzo

Alguns segredos para você levar uma vida melhor, plena e cheia de contentamento.

John Izzo é autor e consultor, e dedica o seu trabalho à qualidade de vida e do trabalho.

Os seus ensinamentos focalizam a força interna de qualquer pessoa. Esta força deve ser revelada e pode ser impulsionada para os projetos pessoais, o trabalho e os relacionamentos.

Embora o seus trabalhos sejam bastante voltados para o mundo empresarial, alguns livros são totalmente voltados para o indivíduo comum, na sua vida comum. É o caso do livro Os Cinco Segredos para uma Vida Plena, que nos Estados Unidos foi publicado como – The fiver secrets you must discover before you die.

Izzo é sociólogo na primeira formação, mas o mestrado e doutorado o impulsionaram para a área da psicologia organizacional, teologia e comunicação.

A responsabilidade de cada um para conduzir a própria vida é a maior de todas elas. Por isso, não devemos deixar isso para os outros, não devemos negligenciar.

Fazer o que tem que ser feito, sendo leal consigo próprio é um dos segredos para se chegar ao final da vida sem arrependimentos. Isso vai te levar a uma profunda satisfação por tudo que fez até então.

Quem não quer viver bem e feliz?

Mas a verdade é que muitos de nós vivemos em piloto automático deixando se levar. Fazemos isso sem muita reflexão se estamos concretizando o projeto pessoal.

Livro Stepping up:

Além do livro já citado, Izzo escreveu: Stepping up – How taking responsibility changes everything; Second Innocence – Rediscovering joy and wonder – A guide to renewal in work relationships and daily life; Awakeging the Coportate Soul.

O último deles, escrito em coautoria com Eric Klein foi editado no Brasil com o título: O Despertar da Alma da Empresa.

O autor tem o seu próprio website onde podemos ver vídeos e ler seus artigos.

Dentre os inúmeros vídeos que encontramos no Youtube, eu particularmente gosto da entrevista que ele concedeu a Fanny Kiefer. Isso ocorreu por conta da publicação dos Cinco Segredos, e você pode ver em duas partes, parte 1 e parte 2.

Rubens Sakay (Beco)